Almas em Conflito

Almas em Conflito

Num thriller psicológico na mente de Fernando Pessoa, o CLUBE DO NADA, povoado pelos seus heterónimos, vê-se perturbado pela chegada de uma mulher sofisticada. Enquanto isso, Álvaro de Campos, heterónimo vanguardista, desafia violentamente a autoridade de Pessoa, desencadeando um conflito intenso no universo do poeta.
#image_title

Não Sou Nada desvenda um mundo poético e intrigante, guiando-nos pelos recantos caleidoscópicos da mente de Fernando Pessoa, num thriller psicológico com a assinatura do realizador Edgar Pêra. Neste filme ambicioso, os heterónimos do poeta ganham vida, convergindo sob a liderança de Pessoa, interpretado por Miguel Borges, numa peculiar editora chamada Clube do Nada.

Os conflitos dramáticos entre as distintas personalidades, com destaque para o excêntrico Álvaro de Campos, interpretado por Albano Jerónimo, entrelaçam-se com os tumultos filosóficos de Pessoa.

A Arte de Enganar

Na década de 1930, em Paris, encontramos Madeleine Verdier, uma jovem e encantadora aspirante a atriz sem recursos financeiros. Ela é confrontada com uma acusação de homicídio envolvendo um produtor famoso. Com a ajuda da sua melhor amiga, Pauline, uma jovem advogada desempregada, Madeleine alega ter agido em legítima defesa.

Edgar Pêra é um realizador e escritor português célebre pela sua abordagem única e experimental no mundo do cinema. Com uma filmografia diversificada, destacam-se obras como O Barão. Reconhecido pela sua contribuição inovadora para o cinema nacional, Pêra explora diferentes géneros e estilos cinematográficos ao longo de uma carreira marcada pela originalidade.

Victoria Guerra brilha num papel duplo como a Madonnaamante Ophélia, oscilando entre a enfermeira piedosa e a femme fatale. Não Sou Nada não segue os convencionais mistérios de assassinato, mas, através de um jogo envolvente de sombras e sentimentos, proporciona uma experiência cativante, explorando os paradoxos do coração e da mente do poeta.

Não Sou Nada é a sugestão do Screenings Funchal, numa parceria com os Cinemas NOS e a ACADÉMICA DA MADEIRA, para sexta e sábado, 15 e 16 de dezembro.

Despedir-se da guerra

Vamos seguir Manuel, ex-combatente da nossa guerra colonial, atormentado pelo seu passado. Iremos com ele até ao fundo dos lugares físicos que o obcecam, desde os quartéis da formação, até ao abismo da sua memória. A guerra e a paixão juntas, numa batalha que pergunta, ou grita, as imemoriais dúvidas existenciais.

O cliente NOS, portador do seu cartão, tem direito a dois bilhetes pelo preço de um. Se for sozinho, além do bilhete, tem a oferta de um menu pequeno de pipocas e bebida. Vamos aproveitar estas vantagens com mais um momento de grande cinema que o Screenings Funchal proporciona.

Convidamos a assistir esta longa metragem com a nossa companhia. Até lá, confira o que lhe contamos no portal do Screenings Funchal e deixe-se ficar com a antevisão.

António Roque
ET AL.
Com fotograma da película de Edgar Pêra.