Procurar
Close this search box.

FATUM integram as comemorações dos 50 anos da Revolução de 25 de Abril de 1974

O Centro Cultural e de Investigação do Funchal (CCIF) recebeu a apresentação do programa de eventos que comemorará os 50 anos do "25 de Abril". A ACADÉMICA DA MADEIRA participará de dois momentos, no Parque de Santa Catarina e no CCIF.
Os FATUM integram as comemorações dos 50 anos da Revolução de 25 de Abril de 1974, cuja programação foi apresentada a 25 de março de 2024, no Centro Cultural e de Investigação do Funchal.

A ACADÉMICA DA MADEIRA terá quatro eventos que irão assinalar o 50.º aniversário da Revolução de 25 de Abril de 1974. No quadro do programa que a autarquia apresentou, haverá dois eventos de música com os FATUM, o grupo de fados da ACADÉMICA DA MADEIRA, fundado há 14 anos.

Ricardo Freitas Bonifácio, Presidente da Direção da ACADÉMICA DA MADEIRA, referiu que estrutura que lidera apresentou, há mais de um ano, a proposta para execução do evento TRIBUTO AO FADO. TRIBUTO À LIBERDADE. De acordo com o dirigente estudantil, “a nossa Associação apresenta quatro eventos em abril para assinalar, com diversidade e qualidade, o aniversário desta efeméride”. Na suas palavras, “teremos a apresentação do primeiro trabalho científico sobre o «25 de Abril de 1974» na Madeira, editado por uma das nossas chancelas, além de duas atuações dos FATUM e uma exposição alusiva aos anos da repressão das liberdades”.

Depois de integrar a manifestação que o Conselho de Associações Académicas Portuguesas participou em Lisboa, a 21 de março, a ACADÉMICA DA MADEIRA volta a promover eventos ligados à luta estudantil. Ricardo Freitas Bonifácio recorda, em 2023, a instalação no átrio da Universidade da Madeira (UMa) para prestar homenagem às lutas estudantis e a sensibilização da comunidade sobre a liberdade académica. No mesmo ano, em maio, a ACADÉMICA DA MADEIRA promoveu uma manifestação no Pátio dos Estudantes, por ocasião das comemorações do Dia da UMa.

O programa apresentado pela autarquia do Funchal reúne 13 eventos, com diferentes promotores, com destaque para o dia 24 de abril, quando o Parque de Santa Catarina recebe o Concerto Monumental dos 50 anos do 25 de Abril de 1974. Como adiantou a organização o espetáculo apresenta um coro de 600 vozes, combinando “diferentes notas musicais a harmonia com a força e a fraternidade, valores que se elevaram na defesa da liberdade, da igualdade e da prosperidade de um novo futuro”.

O programa de celebrações dos 50 anos do 25 de Abril foi apresentado no Centro Cultural e de Investigação do Funchal

A presidente da Câmara Municipal do Funchal, Cristina Pedra, referiu, na sua mensagem, que “comemorar o 25 de Abril tem de ser um momento de reflexão sobre a forma como se passaram estes 50 anos”. A líder da autarquia destacou pretender que “estas comemorações sejam, simbolicamente, nas pessoas dos capitães de Abril, uma homenagem aos que se levantaram pela liberdade, igualdade e fraternidade, antes e depois do 25 de Abril”.

Luís Eduardo Nicolau
ET AL.
Com fotografia da Câmara Municipal do Funchal.

DESTAQUES