Procurar
Close this search box.

“Evidências de que a música melhora a saúde e o bem-estar”. Há sarau a 1 de março

A 1 de março o grupo de fados da ACADÉMICA DA MADEIRA regressa ao Colégio dos Jesuítas do Funchal para a habitual atuação quinzenal. Centenas de espetadores, de todo o mundo, têm enchido as atuações dos FATUM.
Os FATUM, o grupo de fados da ACADÉMICA DA MADEIRA, no sarau de 16 de fevereiro de 2024, na Sala dos Atos Pe. Leão Henriques, no Colégio dos Jesuítas do Funchal.

Em fevereiro, os FATUM começaram o mês com atuações na capital britânica, seguindo o seu habitual concerto no Colégio dos Jesuítas do Funchal. Com entrada gratuita, os saraus têm atraído milhares de espetadores há mais de dez anos.

Integrado no programa HERANÇA MADEIRENSE, a oferta musical da ACADÉMICA DA MADEIRA também tem difundido a cultura da região através da música e das artes. Desde 2016, o programa amplamente premiado tem proporcionado uma gama variada de atividades, não descuidando a Canção de Coimbra.

Em 2013, os investigadores Mona Lisa Chanda e Daniel J. Levitin publicaram os primeiros estágios de um estudo que indicava que “a música melhora a saúde e o bem-estar por meio do envolvimento de sistemas neuroquímicos para recompensa, motivação e prazer; stress e excitação; imunidade e afiliação social”.

Beatriz Luís, Maria Beatriz Ricardo, Jéssica Pedro, Mafalda Brasão, Diogo Freitas, Carlos Abreu, Carlos Diogo Pereira, David Freitas, Gonçalo Direito e João Freitas compõe o elenco de fadistas atuais do grupo. Vale recordar que o grupo, que abandonou a limitação habitual de género, está aberto a qualquer estudante ou antigo estudante universitário, de qualquer Instituição, que queira partilhar o gosto pela cultura e pela tradição da Canção de Coimbra.

Carlos Diogo Pereira
ET AL.
Com fotografia de Henrique Santos.

DESTAQUES