Laços Inquebráveis

Wendy Carroll (Michelle Williams) procura emprego e uma nova vida em Ketchikan, Alasca, com a sua cadela Lucy. No entanto, o seu carro avaria no Oregon, deixando-a financeiramente vulnerável. Ela enfrenta decisões difíceis que afetam a sua vida e a de Lucy, explorando os limites da solidariedade e generosidade na América contemporânea. O filme revela o dever das pessoas umas para com as outras em tempos difíceis.

Wendy e Lucy é um drama delicado e emocionante realizado por Kelly Reichardt. O filme segue a jornada de Wendy Carroll, interpretada por Michelle Williams, uma jovem mulher em busca de emprego e de uma vida melhor para ela e a sua cadela, Lucy. Wendy decide viajar até Ketchikan, no Alasca, com a esperança de conseguir um trabalho na fábrica de conservas Northwestern Fish. No entanto, enquanto tenta consertar o seu carro, depara-se com dificuldades para encontrar abrigo e sustento, sendo obrigada a enfrentar a dura realidade da vida na margem da sociedade.

As sombras da educação iraniana

Neste documentário, Abbas Kiarostami questiona vários estudantes sobre os seus trabalhos de casa escolares. As respostas de algumas crianças revelam o lado mais sombrio do método de educação iraniano.

Kelly Reichardt é uma reconhecida realizadora de cinema norte-americana, conhecida pelo seu estilo autoral e abordagem realista. Entre as suas obras mais notáveis encontram-se Old Joy, um retrato íntimo de amizade numa viagem pela natureza, e Certain Women, que retrata as histórias entrelaçadas de três mulheres numa pequena cidade. Com uma sensibilidade única, Reichardt capta as nuances humanas e as complexidades do quotidiano nas suas produções, afirmando-se como uma das principais vozes do cinema independente contemporâneo.

Ao longo da história, Wendy encontra pessoas que, de certa forma, refletem a realidade de muitos que se encontram à margem da sociedade: aqueles à beira da pobreza ou que enfrentam problemas pessoais. O filme explora temas como solidariedade, generosidade e o dever que temos uns para com os outros em momentos difíceis.

A sugestão do Screenings Funchal para sexta-feira.

É uma obra que nos leva a refletir sobre as desigualdades sociais e a importância de estender a mão aos mais necessitados, reforçando a ideia de que, mesmo em tempos difíceis, a solidariedade pode ser uma luz de esperança.

O Screenings Funchal, em parceria com os Cinemas NOS e a ACADÉMICA DA MADEIRA, sugere a exibição do filme Wendy e Lucy para sexta, 16 de junho. Os clientes NOS que possuem o cartão da empresa têm direito a dois bilhetes pelo preço de um. Caso o cliente deseje assistir sozinho, terá direito a um bilhete, além de um menu pequeno de pipocas e bebida como oferta. É uma ótima oportunidade para desfrutar de mais um grande momento de cinema proporcionado pelo Screenings Funchal.

A Eternidade do Feminino

Em Hokkaido, no norte do Japão, Fumiko vive um casamento infeliz. Os seus únicos confortos são os seus dois filhos e um clube de poesia, que se torna sua principal forma de escape, permitindo-lhe fazer visitas à cidade. Lá, ela encontra Taku Hori, marido de sua amiga Kinuko, que também escreve poemas. Sentindo-se cada vez mais atraída por ele, Fumiko é diagnosticada com câncro da mama. Enquanto os seus poemas são publicados, ela enfrenta uma mastectomia.

Convidamo-lo a assistir a este filme com a nossa companhia. Até lá, dê uma vista de olhos no portal do Screenings Funchal e veja a antevisão que lhe deixamos.

António Roque
ET AL.
Com fotograma da película de Kelly Reichardt.