UNIVERSITAS: o segundo programa em podcast da ACADÉMICA DA MADEIRA

UNIVERSITAS: o segundo programa em podcast da ACADÉMICA DA MADEIRA

Este artigo tem mais de 1 ano

O episódio piloto estreou no final de novembro, com o universo das criptomoedas e, em dezembro, a designer de interiores Nini Andrade foi a convidada. Vera Duarte, João Tiago Camacho, Elói Vieira, Nuno Fernandes e Ismael Da Gama são os responsável pela execução do novo podcast da ACADÉMICA DA MADEIRA. Em janeiro, o terceiro episódio estreia segunda-feira, dia 30.
João Tiago Camacho e Vera Duarte são os apresentadores do UNIVERSITAS, o segundo programa em podcast da ACADÉMICA DA MADEIRA. Na imagem, durante a gravação do episódio piloto, em novembro de 2022.

Elói Vieira, Nuno Fernandes e Ismael Da Gama integram a equipa técnica do segundo programa podcast da ACADÉMICA DA MADEIRA, o UNIVERSITAS. Com Pedro Pessoa e Salvador Freitas, responsável pela captação e edicação de imagens, são parte da equipa de bastidores do programa, a parte oculta de toda produção que permite que os ouvintes tenham acesso aos episódios.

Ao leme do programa está Vera Duarte, alumnus da Universidade da Madeira, e João Tiago Camacho, estudante de Engenharia Eletrónica e Telecomunicações.

Para a apresentadora, “a sociedade tem evoluído muito seguindo as tendências digitais. As próprias redes sociais ganharam um espaço enorme em áreas muito variadas, entre elas a própria economia ou a política. É normal que novos formatos de entretenimento, comunicação, sensibilização e até de negócio ganhem outro relevo na vida das pessoas”. Por isso, acredita que o formato de um podcast entra no segmento que permite ao ouvinte “beber informação, rir-se, conhecer novos temas, refletir sobre questões da atualidade em qualquer lugar e em qualquer hora”.

“É um desafio rico, cheio de conhecimento, de abertura, de novas mentalidades e de novas ideias” – Vera Duarte

O estudante de Engenharia acredita que o UNIVERSITAS envolverá um grupo de ouvintes mais adulto, o que tem sido indicado pelas estatísticas recolhidas pela produção: mais de 50% dos ouvintes têm idade superior a 28 anos: Ainda assim, o público jovem também é fiel ao podcast, com 30% dos ouvintes entre 18 e 22 anos e 17% na faixa dos 23 aos 27 anos.

Amostragem, conceito e importância

Sem dúvida que a maior parte das decisões feitas, em estatística, fundamenta-se numa amostragem e a generalização e a validade das conclusões dependem do valor dessa amostragem. Na verdade, amostragem

Para Vera Duarte, não se tratou de um regresso a casa, mas da continuidade de uma ligação que já dura vários anos. A psicóloga garante que a “interação entre alunos e antigos alunos é um passaporte para uma aprendizagem conjunta em que todos saem a ganhar, incluindo a própria Universidade que, como a nossa Associação, deve privilegiar esta simbiose”. O voluntariado, para si, é uma parte importante da sua vida, considerando que “dedicar tempo a projetos sociais, informativos, digitais, culturais, editoriais, de que são exemplos os projetos da Associação, é um ganho incalculável para quem já não frequenta, como aluno, a Universidade. Nós, enquanto voluntários, damos de nós, recebendo muito mais”.

“É uma experiência incrível” – João Tiago Camacho

Se a apresentadora já esteve responsável pela apresentação do PÁTIO DOS ESTUDANTES, na RTP-Madeira, ou de vários eventos da ACADÉMICA DA MADEIRA, João Tiago Camacho é quase um novato. A sua estreia foi no verão, na apresentação de um sarau no Colégio dos Jesuítas do Funchal. Poucos dias depois, foi um dos apresentadores da GRADUAÇÃO, perante milhares de finalistas e convidados no Savoy Palace. Ainda assim, considera que “apresentar um podcast é um ofício de maior responsabilidade, pois é preciso uma maior conexão com o convidado, algo que é diferente quando estamos a apresentar para uma plateia”.

A Praxe já não é o que era?

Há um saudosismo que pode atingir quem passou pela Praxe. A Universidade da Madeira, ao contrário de outras instituições, apenas atravessou cinco décadas desde a sua fundação, no final do anos 80 do século passado. Esta juventude, que desvanece, também pode ajudar a fixar tradições que, mesmo assim, não são estanques. Em 2023, estarão os estudantes a perpetuar as tradições que foram plantadas na fundação da Academia madeirense? Como era a praxe nos primórdios da Instituição? A ET AL. conversou com dois antigos estudantes, figuras emblemáticas da nossa História.

A transmissão através das plataformas de podcast é, para Vera Duarte, “uma forma de se chegar a mais pessoas, sem barreiras geográficas, sem limites horários e com liberdade de escolha para todos. E essa democracia da informação, se feita com coerência, respeito e abertura, independentemente da área e independentemente de quem a faz, só pode ser benéfica para a sociedade”.

O UNIVERSITAS um podcast mensal que estreou em novembro de 2022, com Carlos Abreu, engenheiro informático e antigo Presidente da ACADÉMICA DA MADEIRA.

Luís Eduardo Nicolau
ET AL.
Com fotografia de Pedro Pessoa.