Procurar
Close this search box.

Mãe, não sintas pena de mim!

Quando o filho Minato se começa a comportar de forma estranha, a mãe sente que há algo errado e vai à escola para exigir saber o que aconteceu.

Minato aparece com marcas e um comportamento estranho e casa e a mãe quer saber o que aconteceu na escola. “O senhor Hori está sempre a bater no Minato”, explica um colega do rapaz, referindo-se ao professor da turma. Mas a situação é mais complicada do que parece. Mas à medida que a história se desenrola, através do olhar da mãe, do professor e da criança, a verdade surge gradualmente.

A música de CULPADO – INOCENTE – MONSTRO foi composta pelo vencedor do Óscar Ryuichi Sakamoto, no que foi a sua última banda sonora para o cinema.

Hirokazu Kore-Eda é um cineasta japonês nascido em 1962, em Nerima. Formado pela Universidade de Waseda, em Tóquio, é conhecido por obras cinematográficas que frequentemente exploram temas familiares e relacionados à vida. Ganhou reconhecimento internacional  com Ninguém sabe (2004), A Nossa Irmã Mais Nova (2015) e Assunto de Família (2018), com o qual foi premiado em vários festivais internacionais de cinema, incluindo no de Cannes, onde recebeu a Palma de Ouro.

Culpado – Inocente – Monstro de Hirokazu Kore-Eda é a sugestão do Screenings Funchal, numa parceria com os Cinemas NOS e a ACADÉMICA DA MADEIRA, para sexta e sábado, 22 e 23 de março.

O cliente NOS, portador do seu cartão, tem direito a dois bilhetes pelo preço de um. Se for sozinho, além do bilhete, tem a oferta de um menu pequeno de pipocas e bebida. Vamos aproveitar estas vantagens com mais um momento de grande cinema que o Screenings Funchal proporciona.

Convidamos a assistir esta longa metragem com a nossa companhia. Até lá, confira o que lhe contamos no portal do Screenings Funchal.

Carlos Diogo Pereira
ET AL.
Com fotograma da película de Hirokazu Kore-Eda.

DESTAQUES