Ensino superior e ciência nacionais são catalisadores do desenvolvimento do país

A internacionalização do ensino superior e da ciência nacionais contribui para o reforço da importância de Portugal no mundo. A mensagem foi deixada pela Ministra da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Elvira Fortunato, na NAFSA 2023.

Trata-se do maior encontro mundial de responsáveis pela área da internacionalização das instituições de ensino superior e de investigação, e cuja edição deste ano incluiu a inauguração do stand «Study & Research in Portugal».

From Donghua University to the Centro de Química da Madeira

“In Portugal, we have time to see, to experience, to discover which method or technique is best suited to a particular question we are investigating.” A sixteen-hour train separates Donghua University from Hunan, Xuedan He’s hometown. Despite that, such distance was no obstacle to this Chinese student, the daughter of

A presença de Elvira Fortunato naquela que é considerada uma das mais importantes exposições na área da formação avançada, ganha especial relevância tendo em conta a aposta do Ministério no reforço das parcerias internacionais entre Portugal e os Estados Unidos da América.

Ao abrigo de iniciativas como é o caso das parcerias GoPORTUGAL – Global Science and Technology Partnerships Portugal, ou da cooperação com a Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (FLAD) ou com a Comissão Fulbright, universidades, institutos de investigação, laboratórios e empresas portuguesas e americanas mantêm uma colaboração internacional estratégica, a qual Elvira Fortunato tem reforçado e pretende impulsionar.

A feira representa também a oportunidade para a promoção e a internacionalização do país, em domínios como a diplomacia científica, o turismo, a mobilidade, a economia, o património, a língua e a cultura.

Dar a conhecer o Currículo numa reflexão a duas

Jesus Maria Sousa e Liliana Rodrigues apresentam uma obra para os estudantes que “procura organizar algumas reflexões, enquanto especialistas em Currículo, ao longo de mais de duas décadas de estudo, debate, investigação e orientação de trabalhos académicos.»

Na 75.ª edição da NAFSA, que decorreu em Washington, nos EUA, Portugal esteve representado por 24 instituições de ensino superior, cuja participação foi organizada pela Agência Nacional Erasmus+ Educação e Formação, pela FLAD e a Comissão Fulbright Portugal, no âmbito da iniciativa USA Portugal Campus.

Texto do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior
Com fotografia de Johannes Plenio.