Portugal terá mais uma instituição de Ensino Superior

Portugal terá mais uma instituição de Ensino Superior

A Geneva Business School vai abrir um novo campus em Lisboa em setembro próximo. Esta instituição de Ensino Superior foi criada à 25 anos em Genebra, na Suíça, e Lisboa será o seu terceiro campus na Península Ibérica, depois de Barcelona e de Madrid.

Chama-se Geneva Business School (GBS) é uma escola privada de negócios de nível superior criada na Suíça, na cidade de Genebra, em 1995. Tem cerca de 1500 alunos de 100 nacionalidades diferentes e é considerada a 50.ª melhor escola de negócios do mundo pela revista CEOWORLD.

Além de Genebra, Barcelona e Madrid, a GBS começará a funcionar, conforme noticiado, no Taguspark, em Oeiras, distrito de Lisboa já em setembro, junto de estruturas da Universidade Aberta, do Instituto Superior Técnico e de várias empresas internacionais.

Ensino Superior discutido em Belém

Alex Faria, antigo Presidente da Direção da ACADÉMICA DA MADEIRA, escreve, no seu artigo mensal na imprensa regional, sobre o encontro do movimento estudantil com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Na GBS são lecionados uma licenciatura (Bachelor of International Management), dois mestrados (International Management e Business Administration) e um doutoramento (Business Administration). Em Lisboa, abrirá já este ano o primeiro ano de licenciatura, cujo calendário escolar do primeiro semestre, está dividido em módulos semanais, metade dos quais lecionados em regime remoto, na língua inglesa

Negócios, finanças, microeconomia e neuroeconomia, administração, análise de dados, comércio internacional, estratégia desportiva, são algumas das temáticas dos 13 módulos a funcionar ainda este ano de 2024, sendo um lecionado em Barcelona. Além das aulas e palestras, há uma semana de acolhimento, outra de tutoria e um terceira de apresentações finais de semestre.

Além das taxas de inscrição (de 150€) e de custos administrativos (1900€), as propinas aplicáveis ao campus de Lisboa são de 9450€ por semestre (930 euros mais caro do que em Espanha, mas 3 mil euros barato do que na Suíça), cobrindo “materiais de aprendizagem essenciais, participação em conferências exclusivas, serviços estudantis e todos os custos de formatura”, segundo indica a GBS.

Para mais informações, consultar a página da GBS.

Carlos Diogo Pereira
ET AL.
Fotografia de Johannes Plenio.