Procurar
Close this search box.

A Subversão Estética e Política

Duas jovens encantadoras chamadas Marie vivem uma série de emocionantes experiências, nas quais fazem de tudo para se divertir. Elas frequentam piscinas públicas, nightclubs, provocam os homens e causam estragos durante um banquete.

Daisies é um filme icónico da realizadora Vera Chytilová, lançado nos anos 60. A história centra-se em duas jovens chamadas Marie, que são belas e audaciosas. Decidem divertir-se ao máximo, embarcando em diferentes aventuras. Ao longo do filme, frequentam piscinas públicas, nightclubs e provocam os homens que encontram pelo caminho. Além disso, durante um banquete, as duas protagonistas acabam por destruir tudo à sua volta. Daisies é um retrato irreverente e provocador da juventude feminina daquela época, explorando a busca pela liberdade e pela diversão desenfreada.

A ousadia em Toshio Matsumoto: Manifesto(s) LGBT+

Já dizia Gertrude Stein que “a única coisa que torna possível a identidade é a ausência de mudança, mas ninguém acredita de facto que se seja semelhante àquilo que se lembra”. Será, de facto, isto que acontece ao ser humano, quando se depara com a brutalidade da realidade? Quão interiormente

Vera Chytilová, nascida em 1929 na antiga Checoslováquia (atual Chéquia), foi uma cineasta checa de grande importância. Formada em direção de cinema, iniciou a sua carreira realizando curtas-metragens e documentários. Destaca-se Fruit of Paradise (1970), uma abordagem surrealista do mito de Adão e Eva. Outra obra importante é The Apple Game (1976), que retrata a vida de quatro mulheres de diferentes gerações, explorando temas como a maternidade e a emancipação feminina. Chytilová é reconhecida como uma das grandes diretoras do movimento cinematográfico da Nouvelle Vague Tcheca (Nova Onda Checa). Faleceu em 2014, deixando um legado marcante no cinema.

Uma comédia bizarra, com elementos de sátira e sarcasmo em relação às duas protagonistas – Vera Chytilová

Com cores vibrantes, este pode ser considerado o filme mais popular da “outra Europa”. Também conhecido pelo seu título internacional, Daisies, foi o filme que, lançado antes da Primavera de Praga, impediu Vera Chytilová de trabalhar em seu país até 1975.

O Screenings Funchal, em parceria com os Cinemas NOS e a ACADÉMICA DA MADEIRA, recomenda o filme Daisies para sexta-feira, 2 de junho. Os clientes da NOS que possuem o cartão da empresa podem adquirir dois ingressos pelo preço de um. Caso prefiram assistir sozinhos, terão direito a um ingresso, além de receberem como cortesia um menu pequeno de pipocas e uma bebida. Esta é uma excelente oportunidade para aproveitar mais um momento incrível de cinema proporcionado pelo Screenings Funchal.

N’O Recreio tudo acontece, mas pouco se conta

“Nora, de 7 anos, e o seu irmão mais velho Abel regressam à escola. Quando Nora vê Abel a ser intimidado por outras crianças, apressa-se a protegê-lo alertando o pai. Mas Abel obriga-a a guardar segredo. Tomada por um conflito de lealdade, Nora acabará por tentar encontrar o seu lugar,

Convidamo-lo a assistir a este filme com a nossa companhia. Até lá, dê uma vista de olhos no portal do Screenings Funchal e veja a antevisão que lhe deixamos.

António Roque
ET AL.
Com fotograma da película de Vera Chytilová.

DESTAQUES