Centenas de pessoas com a “esperança de um dia aqui voltar”

O Colégio dos Jesuítas no Funchal recebeu centenas de pessoas para mais um Sarau de Fados de Coimbra, protagonizado pelos FATUM, o grupo de fados da ACADÉMICA DA MADEIRA. O próximo evento acontece no dia 31 de março, sexta-feira.
Os FATUM, o grupo de fados da ACADÉMICA DA MADEIRA, no sarau de março de 2023, na antiga capela de N. S. de Belém, no Colégio dos Jesuítas do Funchal.

“Saudades de Coimbra”, “Canção das Lágrimas”, “Coimbra menina e moça”, “Fado Hilário” foram alguns dos temas que os FATUM, o grupo de fados da ACADÉMICA DA MADEIRA, interpretaram na sala da antiga Capela de Nossa Senhora de Belém, no Colégio dos Jesuítas no Funchal.

FATUM: como tudo começou

A ET AL. entrevistou Luís Eduardo Nicolau, Presidente da Direção da ACADÉMICA DA MADEIRA quando foi criado os FATUM, em 2010. A entrevista integra um ciclo de três conversas sobre o passado e a atualidade do grupo de fados da ACADÉMICA DA MADEIRA.

Entre centenas de convidados, Peter Stein, de Inglaterra, referiu que há quatro anos visita a Madeira pelo menos três meses por ano, confessando adorar a cultura portuguesa. Surpreendido com o espetáculo e parafraseando o famoso verso da balada de despedida apresentada em 1989, “fica a esperança de um dia aqui voltar”.

Os FATUM atuam mensalmente no Colégio dos Jesuítas do Funchal

Foi uma noite especial, com a conjugação de música, de história e de cultura no Colégio dos Jesuítas, acompanhado de vinhos Madeira da Casa Blandy e de chocolates madeirenses, tudo junto com temas que os FATUM apresentaram e deixaram os espetadores surpreendidos. Fica a promessa de novo espetáculo no dia 31 de março.

Tomás Santos de Pontes
ET AL.
Com fotografia de Pedro Pessoa.