À conversa com Bruno Sousa

Do percurso académico, muito se aprende, muito se cresce e enriquece. As experiências vividas tornam-se inesquecíveis e marcantes para toda a vida.

O que se aprende não é um simples resultado do curso mas de todas as vivências que envolvem a vida de estudante e que são fundamentais para o crescimento pessoal. Tudo isto, torna esta etapa estudantil… tão especial!

CALOIRO
Aos 17 anos, chega um jovem à cidade do Porto, vindo da sua terra natal (ilha da Madeira). Ser estudante universitário era uma etapa muito desejada e, por isso, a expectativa sobre o que iria encontrar era alta, especialmente porque esta sua nova vida de estudante iria passar-se longe de casa e de tudo aquilo que tão bem conhecia.
O empenho para chegar ao fim do curso e ser Nutricionista era grande, e isso ajudou-o a adaptar-se a uma realidade diferente daquela que estava habituado, numa cidade que pouco conhecia.

Para esta adaptação foi também fundamental a praxe, pois foi pautada pelo respeito e por princípios integradores, que veio, e muito, facilitar a adaptação a esta nova fase. Ainda hoje é um grande defensor da praxe… se esta for bem efectuada!

Nesta nova etapa, tinha de fazer a sua gestão financeira, ir às compras, fazer pela primeira vez alguns trabalhos domésticos… enfim, viver sozinho e fazer tudo o que daí advém. Foi uma fase de descoberta de capacidades que até aí desconhecia, uma fase de verdadeira aprendizagem!

ATÉ FINALISTA
Depois de ultrapassar a etapa de caloiro… vinha um longo trajecto de estudo, de novas experiências e de exigência em contornar novos obstáculos. Foram criadas novas amizades e muitos bons momentos foram vividos… que tornaram-se inesquecíveis! Quem não recorda aqueles tempos de estudante…

Ao longo de todo o curso, fez sempre questão de conciliar os estudos com outras actividades académicas sem prejudicar o seu rendimento escolar. Fez parte da associação de estudantes, da comissão de praxe, de diversos órgãos da Faculdade e da Universidade como representante dos alunos e envolveu-se em muitas outras actividades académicas. Só faltou fazer parte da Tuna!
Toda esta experiência em diversas actividades académicas foi fundamental e até considera que o que aqui aprendeu foram autênticos alicerces para a sua construção enquanto pessoa e profissional. Hoje diz que foram uma grande lição para a vida.

Foram anos fantásticos e todas estas actividades apenas enriqueceram a experiência de um percurso académico.

MESTRADO
Terminado o curso aos 22 anos, regressa à sua terra para exercer a sua actividade profissional tão esperada – ser Nutricionista. Mas, a necessidade de aprofundamento dos conhecimentos científicos levou-o a continuar o percurso académico e passar para a fase seguinte, o Mestrado, tendo escolhido a área da Nutrição Clínica.

Continuou o seu percurso na Universidade do Porto. Foi uma escolha, pois a sua ligação à cidade, à própria Faculdade e a toda a sua envolvência estava muito bem consolidada.
Foram alguns anos… e as amizades criadas nesta cidade também facilitaram esta escolha. A primeira etapa do Mestrado obrigava-o a deslocar-se todos os fins-de-semana para as aulas. Foi mais uma nova experiência, dura, pois não era fácil conciliar o exercício profissional com o enriquecimento científico em cidades tão distantes, e uma vez que ambas as actividades eram muito exigentes.

DOUTORAMENTO
Terminado o Mestrado, pouco tempo passou até ponderar o Doutoramento. O interesse pela investigação e pela constante actualização científica, levaram-no a prosseguir os seus estudos e fez o seu doutoramento na área da Nutrição, também na Universidade do Porto, que continuava a ter o papel principal na sua vida académica. Mais uma etapa que exigia a conciliação com a sua actividade profissional na ilha da Madeira, mas mais uma vez foi ultrapassada. Foram anos de autêntico sacrifício da sua vida pessoal… mas muito ricos!

Este “jovem” chama-se… Bruno Sousa e diz que “…será para sempre estudante…” à semelhança do que diz uma canção muito conhecida.

Enfim, o percurso académico, por tudo o que envolve é algo que marca a vida de qualquer um. Por isso, há que aproveitar tudo o que ele nos proporciona, que possibilita o nosso crescimento e que permite a valorização da nossa formação humana.

Bruno Sousa
Nutricionista da Revista JA

OS NOSSOS PARCEIROS
A NOSSA EQUIPA