As chamadas bebidas energéticas

Muitos são os jovens que consomem bebidas energéticas. Provavelmente aliciados pela publicidade que as apelida como fonte de energia que permite melhorar os desempenhos escolares e desportivos ou até pela sugestão de efeitos extasiantes. O certo é que muitos consomem sem saber o que estão a ingerir e sem terem a perfeita noção das consequências do seu consumo excessivo.

É necessário esclarecer que neste tipo de bebidas encontramos cafeína, guaraná e/ou taurina e ainda outras substâncias, que em quantidades elevadas acabam por ser lesivas e prejudiciais ao organismo e ao desenvolvimento de qualquer jovem. Estas substâncias estimulantes, para um sistema nervoso em maturação, podem ter efeitos marcantes e irreversíveis. Alguns estudos indicam que este tipo de bebidas, que combinam cafeína e taurina, não tem efeito na capacidade de memorização a curto prazo e que induz alterações na frequência cardíaca e nos valores de pressão arterial.

Por outro lado, a situação agrava-se ainda mais quando se associa este tipo de bebidas a outras que são alcoólicas, pelo que é perfeitamente desaconselhado. Sendo assim, a melhor forma de obter ‘energia’ acaba por ser através de uma alimentação variada, equilibrada e polifraccionada. Esta alimentação fornece tudo o que o organismo necessita, possibilitando bons desempenhos escolares e desportivos, sem causar danos no nosso organismo. Viva a alimentação saudável!

Bruno Sousa
Nutricionista

OS NOSSOS PARCEIROS
A NOSSA EQUIPA