Dançando com a Diferença

Este grupo de dança inclusiva, cuja direcção artística é de Henrique Amoedo, nasceu como sendo um projecto de nome Dançando com a Diferença. Desenvolvido, entre 2001 e 2007,na Direcção Regional de Educação Especial e Reabilitação, as suas actividades são desenvolvidas actualmente através da Associação dos Amigos da Arte Inclusiva – Dançando com a Diferença, AAAIDD.

O GDD diferencia-se dos demais grupos artísticos pela sua filosofia inovadora e ousada, comuns à Arte Contemporânea. De uma forma ciente e cuidada, o grupo leva aos auditórios a versatilidade de pessoas com deficiência, que demonstram no seu dia-a-dia, de ensaios e esforço, que transpõem barreiras e vencem inúmeras batalhas – com alegria e entusiasmo. Sendo assim, o objectivo deste grupo é o de expressar-se através da dança, desmistificando o preconceito ainda existente na sociedade, diante da sua realidade.

Com participação não só a nível regional e nacional, já levou o nome da Madeira e de Portugal a eventos internacionais, tendo-se apresentado com os seus espectáculos em cerca de dez países, entre eles, Brasil, França e Rússia. Muitos críticos da área anunciam-no como um dos grupos que mais contribui para a inclusão do cidadão deficiente, sendo reconhecido por isso. Apesar de existirem outras iniciativas no país que trabalham a dança em pessoas com deficiência, o GDD é o único grupo do género no país que se constitui como uma companhia de repertório usando, entre outros, criações de distintos coreógrafos, como Clara Andermatt e Rui Horta.

Para além dos dançarinos profissionais que integram o elenco dos espectáculos, o grupo trabalha quotidianamente em actividades educacionais artísticas e de apoio terapêutico, com cerca de cem pessoas de várias faixas etárias.

A população menos jovem participa em iniciativas promovidas pelo grupo através de um protocolo estabelecido com a Câmara Municipal do Funchal. Outras acções desenvolvem-se em parceria com a Secretaria Regional de Educação e dos Recursos Humanos e as suas Direcções Regionais, com o intuito de se desenvolverem actividades de Dança Inclusiva na Região Autónoma da Madeira. O Centro das Artes Casa das Mudas, na Calheta, é o local de residência do GDD e onde os seus espectáculos são normalmente apresentados.

Estreado na Casa das Mudas e levado a palcos internacionais, o espectáculo mais recente do GDD intitulado de Desafinado já foi distinguindo, pelo semanário Expresso de 30-11-2011 como sendo a segunda melhor coreografia de 2011 em Portugal. Para além deste espectáculo, foram apresentadas na Região, no ano transacto, as coreografias WingWongorPingPong e Máquina Letal. Para este ano o GDD promete a estreia, em Maio, na Calheta, de um espectáculo que envolverá parceiros da Alemanha, Estónia, Polónia e Lituânia.

Como estas, muitas outras coreografias desde há mais de dez anos, têm deliciado aqueles cuja sensibilidade à arte da dança tem-nos levado a enriquecer os seus sentidos com toda a energia, garra e união que este grupo representa.

Elisabete Andrade

OS NOSSOS PARCEIROS
A NOSSA EQUIPA