Voto antecipado para a Regionais da Madeira

A 26 de maio irão decorrer as eleições para a Assembleia Legislativa da Madeira, a partir das quais se formaram o novo parlamento e governo regionais. Se não podes votar nesse domingo, o voto antecipado foi uma das opções disponíveis.
Criado em 2015, o circuito de visitas HISTORY TELLERS integra o programa HERANÇA MADEIRENSE desde 2016. A Assembleia Legislativa da Madeira é um dos monumentos desse circuito.

Terminou a 6 de maio, o prazo para os estudantes do ensino superior recenseados na Região Autónoma da Madeira, a estudar em território nacional, para solicitarem o voto antecipado.

Conforme informação da Comissão Nacional de Eleições, o requerimento deve se dirigido ao presidente da Câmara do município de recenciamento, por email ou via postal (nesta via, conta a data de entrada no posto de correios).

O eleitor deve enviar uma cópia autenticada do cartão de cidadão ou do bilhete de identidade, o comprovativo de admissão ou frequência da sua instituição de ensino e indicar o código postal do local onde se pretende receber a documentação.

No dia 17 de maio, entre as 09:00 e as 19:00, o estudante pode votar nos paços do concelho do município em cuja área se situa o estabelecimento de envio.

Projeto “Be Young, be Cool” promete tonificar este Verão

No âmbito da política Desportiva e Juvenil do Município do Funchal, a Câmara Municipal do Funchal promove um ciclo de eventos de animação sociocultural, dirigido à população jovem, aos sábados à tarde, entre 28 de maio e 30 de julho (2 meses), das 17:00 às 20:00, no Jardim Municipal da

Para quem se encontre no estrangeiro, a CNE informa que se devem deslocar, entre 14 e 16 de maio às embaixadas ou consulados de Portugal, previamente indicadas pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros, para votar. Deve identificar-se com o seu CC ou BI e apresentar o comprovativo de frequência da universidade de acolhimento.

O voto antecipado para os universitários madeirenses em mobilidade no Estrangeiro já havia sido abordado aquando das eleições regionais da Madeira em setembro último, num comunicado de 17 de julho, da Secretaria Geral do Ministério da Administração Interna (SGMAI).

No mesmo documento, a SGMAI informou que podem requerer o voto antecipado na “Eleição da Assembleia Legislativa (…): “lnvestigadores e bolseiros em instituições universitárias ou equiparadas“, “que se encontrem inscritos no recenseamento eleitoral da Região Autónoma da Madeira e deslocados no estrangeiro”, conforme previsto na lei.

Para verificação do local de recenseamento, usar o portal.

Carlos Diogo Pereira
ET AL.
Com fotografia de Pedro Pessoa.