Procurar
Close this search box.

Abertas candidaturas a bolsas de estudos Erasmus+ para 2024-2025

O programa Erasmus+ financia bolsas de estudos em mobilidade, semestrais ou anuais, para estudantes das mais diversas áreas do conhecimento de diferentes ciclos de estudos. A Uuniversidade da Madeira possui acordos com dezenas de instituições de Ensino Superior europeias e as candidaturas estão abertas até 18 de abril.

Em 2024-2025, mais de uma centena de estudantes da Universidade da Madeira (UMa) frequentaram um semestre ou um ano letivo noutra instituição de ensino superior europeia ao abrigo do programa Erasmus+, com uma bolsa de estudos superior à que é atribuída a estudantes portugueses de universidades do Continente.

Países Baixos, França e Alemanha são os países que mais atraem estudantes estrangeiros e Espanha é o que mais portugueses recebe ao abrigo do programa Erasmus+. Roménia, Hungria, Eslováquia e Croácia são alguns dos países escolhidos por estudantes madeirenses no presente ano letivo para realização de parte dos seus estudos. Mas é longa a lista de protocolos da UMa com centenas de universidades europeias, à qual se junta a lista de protocolos estabelecidos entretanto, divulgadas por Paula Barreto Mendonça, da Unidade de Projetos e Cooperação (UPC).

Entre os dias 18 de março e de 18 de abril, os estudantes da UMa podem candidatar-se a uma bolsa de estudos Erasmus+, preenchendo formulário disponibilizado na página da UPC.

Salamanca…mais que um programa Erasmus

Os postais que tenho à minha frente fazem-me perceber que esta imagem difusa que tenho sobre viver em Espanha é real e durou 5 meses. É uma imagem que começou a ser construída no dia 12 de fevereiro, numa fria madrugada em Salamanca. Poucas horas depois, mal dava por mim

No formulário, no separador “Dados da Mobilidade”, deve-se selecionar ESTUDOS, indicar o país em que se pretende estagiar e o período de mobilidade, que pode durar um semestre (escolher entre o primeiro ou o segundo) ou durar todo o ano letivo. Um estudante que faça Erasmus+ no primeiro semestre tem oportunidade de prolongar a sua mobilidade até aos 12 meses e até realizar o segundo semestre numa outra universidade de destino.

Semelhantemente à candidatura ao Ensino Superior pelo concurso geral de acesso, também o programa Erasmus+ permite selecionar várias universidades por ordem de prioridade. Cada estudante pode escolher três universidades das listas ou, caso a instituição pretendida não se encontre em nenhuma das duas, há um espaço abaixo onde pode indicar o nome da instituição e o curso de destino pretendidos. Os estudos realizados em mobilidade só podem ser realizados ao abrigo de protocolos previamente assinados entre a UMa e universidades parceiras, às quais o estudante se pode candidatar, e de acordo com as vagas existentes.

Para efeitos de realização de estudos Erasmus+, é obrigatório que o estudante tenha a matrícula regularizada na UMa e possua 60 ECTS realizados. Caso não se verifiquem 60 ECTS realizados, o estudante pode apresentar candidatura, mas esta será analisada mais criteriosa e, naturalmente, ficará em posição menos vantajosa em relação aos restantes candidatos.

European elections and the future of European Union

The elections to the European Parliament are approaching, and, once again, millions of Europeans are called to vote. These elections are especially important, as crucial decisions will be taken in the coming years that will affect climate change, the resettlement of refugees and asylum seekers and the sovereignty of the

O número de vagas existentes depende do número de bolsas a atribuir pela UPC. Os estudantes Erasmus+ são selecionados em função da sua média.

Apesar do número de vagas disponíveis também depender dos protocolos estabelecidos com as universidades de destino, a UPC alerta ainda para o facto de existir uma alternativa para estudantes que assim o desejem, chamada Bolsa Zero, em que os selecionados realizam mobilidade Erasmus+ sem qualquer bolsa.

Para quaisquer esclarecimentos, pode ser enviada mensagem eletrónica para paula.barreto@staff.uma.pt.

Carlos Diogo Pereira
ET AL.
Com fotografia de John McArthur.

DESTAQUES