A importância de pensar o futuro e a carreira

Costumas pensar sobre o futuro e preparar-te para o mesmo?
Costumas tomar decisões e assumir a responsabilidade pelas tuas ações?
Costumas procurar oportunidades para te desenvolveres enquanto pessoa?
Procuras dar o melhor no que fazes, adotando uma postura de resolução de problemas?

Se respondeste maioritariamente “sim” a estas questões, preenches alguns dos requisitos chave que te ajudarão a adaptar a um mundo de trabalho, que requer atenção contínua e antecipação dos passos a dar, tal como se tratasse de um jogo de xadrez. Falamos, por isso, dos 4 c’s (em inglês) que constituem o que chamamos de adaptabilidade de carreira: Concern (preocupar-se acerca do percurso profissional), Control (assumir a responsabilidade pelo desenvolvimento da carreira), Curiosity (explorar novos cenários e os diferentes selfs possíveis) e Confidence (acreditar na sua capacidade para alcançar os objetivos).

Se respondeste tendencialmente “não”, podes estar a ter mais dificuldade em adotar uma postura ativa na construção da tua carreira, nomeadamente, adiando e/ou evitando determinadas decisões. Tal poderá surgir pela incerteza sentida face ao futuro. No entanto, não podemos esquecer que, para além de incerto, o futuro pode guardar novas possibilidades e oportunidades, ou não tivesse a vida dois ou mais “lados”.

Enquanto estudante do ensino superior, importa que penses a Universidade como um “laboratório”, onde que podes experimentar diferentes papéis/funções, um espaço único para te conheceres, desenvolveres competências e desenhares o teu projeto de vida, alinhado com os teus objetivos, valores e interesses.

Perguntas como “Onde estou? Para onde vou? Porque vou? Como vou? Quando vou?” podem ser assustadoras, mas são fundamentais, de modo a direcionares os teus esforços, pois já lá diz a máxima “Quem não sabe o que procura não reconhece quando o encontra!”

Importa salientar que todo este processo de construção requer comprometimento e proatividade da tua parte. Estudos indicam que indivíduos proativos, tendem a identificar mais oportunidades, a tomar as ações necessárias, mostram iniciativa e perseveram face aos obstáculos, estando a proatividade associada ao sucesso na procura de trabalho e na carreira.

Talvez, por tudo isto, seja altura de te perguntares o que é para ti o futuro e como queres que ele seja. S empre existirão, no teu percurso, elementos sobre os quais não terás controlo. Porém, ao escolheres as tuas ações, escolhes também as tuas consequências, pelo que é uma escolha apostares ou não no desenvolvimento contínuo de competências, facilitadoras das transições da vida, de que é exemplo a transição entre a universidade e o mercado de trabalho.

Explora mais sobre a temática em:
Oliveira, F., Soares, L. & Lucas, C. V. (2016). Life and career behaviour: Some considerations about the need to assist college students to change their mindset and behaviours toward life constructions. RUMUS – Revista Científica da Universidade do Mindelo, 3(1), 109-122.

Projecto co-financiado por Erasmus+ Juventude em Ação.

Serviço de Consulta Psicológica da UMa

OS NOSSOS PARCEIROS
A NOSSA EQUIPA