“O impacto que temos […] é muito maior do que orçamento dado para o ano letivo”

Com mais um Orçamento do Estado pouco ambicioso que continua a fragilizar a situação financeira da UMa, a ACADEMICA DA MADEIRA desenvolveu o programa FreEd Me, sobre a liberdade académica e os desafios que esta enfrenta.
Carlos Diogo Pereira e Ricardo Freitas Bonifácio, Presidente da Direção da ACADÉMICA DA MADEIRA, em entrevista à Antena 1, em dezembro de 2023.

A 15 de dezembro de 2023, Marta Cília, jornalista da Antena 1 Madeira, recebeu no programa “Hora 10”, Ricardo Freitas Bonifácio, presidente da direção da ACADÉMICA e Carlos Diogo Pereira, responsável pelo projeto FreEd Me, desenvolvido no âmbito da campanha de luta pela liberdade académica da European Students Union, com o apoio da Open Socienty Foundations do eminente filantropo George Soros.

Podes escutar o programa, em formato podcast, nesta hiperligação.

Licenciatura e mestrado dão prémio a quem ficar a trabalhar em Portugal

Os estudantes que terminem a licenciatura ou mestrado a partir deste ano (inclusive), e que sejam residentes em território nacional, vão receber um prémio salarial de valorização da qualificação, que se prolongará pelo mesmo número de anos que durou o ciclo de estudos. Mas não só: os jovens que tenham

Como Ricardo Bonifácio indicou o objetivo da associação foi conscientizar os estudantes para a necessidade de defender a liberdade académica, que definiu como “um princípio fundamental que garante a autonomia e a liberdade intelectual das diversas instituições de ensino superior”.

No inquérito realizado entre o final de novembro e início de dezembro de 2023, que integrou mais de 300 estudantes, dos quais próximos dos 25% dos inquiridos, afirma que tem um conhecimento muito fraco sobre liberdade académica. “Tivemos uma percentagem muitíssimo baixa que define liberdade académica como a liberdade de estudar”, diz Carlos Diogo, “menos de 20% dos estudantes acha que isso faz parte da definição de liberdade académica”.

Entre os vários problemas que afetam a liberdade académica, Ricardo Bonifácio indica serem “principalmente os financeiros que afetam a prossecução ou mesmo a entrada dos estudantes madeirenses no ensino superior […] mas existem outros que afetam muito mais, como a saúde mental”, sublinhando que, no inquérito aos estudantes realizado em 2022, quase metade dos quase 600 inquiridos, havia dito precisar de apoio psicológico.

Entre outras iniciativas, o FreEd Me teve como resultado a publicação de DESAFIOS PARA O ENSINO SUPERIOR, volume III, coordenado pelas sociólogas Maria Manuel Vieira e Lia Pappamikáil e editado pela IMPRENSA ACADÉMICA.

Carlos Diogo Pereira
ET AL.
Com fotografia de Pedro Pessoa.

DESTAQUES