Um dia vou ser feliz, porque não agora?

Com o ritmo de vida cada vez mais rápido e com o crescente número de pressões e exigências, é com alguma frequência que se vê refletido nos rostos das pessoas preocupação, tristeza, apatia… De igual modo, não é raro que sejam muitos os que, ao fazerem uma retrospetiva das suas vidas, se sintam atónitos ao verificar que posicionaram mal a verdadeira felicidade.

Embora a felicidade seja algo que todo o ser humano deseje encontrar, não existe uma receita universal para a mesma. É sim necessário procurar alguns dos ingredientes que venham fazer com que a receita singular de cada um resulte.

Que ingredientes poderão, então, tornar as pessoas mais felizes? Ser mais rico, mais saudável, mais jovem, mais alto, mais magro…? Como colmatar o défice de felicidade, por vezes, sentido?

Um ingrediente importante a ter em conta nesta procura pela felicidade é o de gratidão, que nos permite ter uma perspetiva mais positiva da vida, um contributo essencial para os relacionamentos interpessoais e para a autorrealização. Numa experiência realizada na Universidade de Califórnia, pediu-se a um grupo de pessoas que fizessem durante seis semanas um “diário da gratidão” (um registo das situações pelas quais se sentiam gratas), o que resultou num aumento significativo da sua satisfação para com a vida. Considerando tal, por que não fazer um esforço consciente para se lembrar do que tem de bom?

A felicidade é um conceito subjetivo, pelo que o seu significado difere de pessoa para pessoa. Despender energia no que realmente é importante para si poderá ser um bom começo nesta procura pela felicidade. Por isso, se a leitura o faz sentir-se feliz: leia; se é o desporto que o faz sentir-se bem: pratique-o; se estar com os amigos lhe dá prazer: aproveite os momentos que partilha com estes.

Adiar a felicidade não traz benefícios, pelo contrário, poderá ser prejudicial à sua saúde física e psicológica. Faça uma lista das coisas que lhe aborrecem durante o dia e contraponha com algo que gostaria de fazer. Ao fazê-lo a sua motivação irá aumentar, bem como encontrará razões para concluir as atividades que menos lhe agradam.

Não espere que o amanhã venha simplesmente a ser um dia mais feliz. Cada um de nós constrói a sua própria felicidade, por isso, deixe um espaço na sua agenda para incluir uma atividade que o faça sentir-se bem, diariamente. Ser feliz não é um luxo, é um direito!

Serviço de consulta psicológica
(SCP-UMA)

OS NOSSOS PARCEIROS
A NOSSA EQUIPA