Uma alimentação saudável e económica

Neste mês, em que se comemora o Dia Mundial da Alimentação – 16 de Outubro, seguimos a sugestão da FAO (Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação), que definiu como tema deste ano: “O preço dos alimentos – da crise à estabilidade”, e deixamos aqui algumas sugestões para podermos usufruir de uma alimentação de baixo custo e saudável:

· Fazer o máximo de refeições em casa;
· Planear e estruturar as refeições e então depois comprar os alimentos;
· Elaborar uma lista de compras, para não adquirir o que não precisa;
· Aproveitar as promoções dos supermercados nos alimentos que constam da sua lista de compras;
· Não ir às compras com fome;
· Consultar o rótulo das embalagens dos produtos alimentares;
· Preferir os alimentos da época, nomeadamente hortícolas e fruta;
· Optar pelos produtos frescos ou congelados;
· Evitar os produtos pré-confeccionados ultracongelados, pois são habitualmente ricos em gordura e sal;
· Evitar os fritos, os cozidos são sempre uma opção mais económica… e saudável;
· Cozinhar a vapor ou na panela de pressão;
· Aproveitar a água de cozedura dos legumes para confeccionar sopa, purés ou molhos;
· Confeccionar as refeições em maior quantidade e refrigerar ou congelar em doses para as restantes refeições;
· Aproveitar os talos das folhas dos hortícolas para as sopas;
· Demolhar as leguminosas secas em quantidades superiores e congelar em pequenas doses. Assim não necessita de comprar em lata ou frasco;
· Aproveitar as cascas do limão e da laranja para preparar infusões;
· Aproveitar o pão duro para ralar ou preparar açordas
· Consumir a carne em pouca quantidade (e preferir a das aves ou do porco);
· Adoptar a água como bebida de eleição;
· Evitar os alimentos açucarados.

Bruno Sousa
Nutricionista

OS NOSSOS PARCEIROS
A NOSSA EQUIPA