Eventos sócio culturais em áreas naturais

ArteNatura

A Direção Regional de Florestas e Conservação da Natureza no âmbito do programa de atividades de promoção, divulgação e sensibilização florestal iniciou no outono de 2014, um conjunto de eventos sócio culturais dinamizados em áreas naturais, visando a promoção dos espaços naturais classificados como património mundial natural, rede natura 2000, parques florestais ou outros espaços de interesse público como miradouros e jardins, procurando a aproximação da sociedade à Natureza/Floresta.

O 1.º evento do ArteNatura decorreu no mês de outubro, no Parque Florestal do Chão dos Louros, S. Vicente. Tratou-se de um Sarau de Fados de Coimbra, com a atuação do grupo Fatum da AAUMa, proporcionando uma harmonia entre o Fado e a Floresta Laurissilva, dois patrimónios mundiais classificados pela UNESCO, imaterial e natural, respetivamente.
A ação de conjugar a Natureza com a Arte é uma ferramenta importante na sensibilização ambiental fomentando hábitos saudáveis, de bem-estar (wellness) na população em geral, reunindo num evento cidadãos com laços familiares, de amizade, profissionais ligados a diversas áreas, de instituições, de entidades públicas e privadas do mundo empresarial, de diferentes faixas etárias, promovendo: o gosto pela Natureza, o interesse pelo conhecimento dos elementos dos diferentes ecossistemas naturais, a valorização da importância da flora, da fauna, da geologia, da biodiversidade no nosso quotidiano, as atitudes comportamentais corretas (normas de conduta) necessárias para usufruir do uso social das áreas naturais.

É também um instrumento importante na promoção turística, podendo contribuir para a fixação de uma importante fração de turistas estrangeiros e nacionais em grupo ou individualmente, que procuram o Arquipélago da Madeira para usufruirem das belezas naturais do destino insular, diversificando a oferta e divulgando todo o trabalho dos madeirenses em prol da Natureza, uma forma da também arte do bem acolher, um método da tradição madeirense que deve ser bem conservada. Nesta perspectiva, poderá dar um contributo à economia local e regional pelo envolvimento da comunidade local desde as autarquias até aos empresários de diferentes áreas.

Como todas as ações de Educação Ambiental, não se devem restringir a atividades pontuais mas sim com continuidade, assim a DRFCN prepara a organização de um 2.º evento numa área natural no litoral sul com um género musical diferente divulgando um outro ecossistema terrestre e as paisagens envolventes que inclui a beleza do oceano e outras ilhas do arquipélago.

Direção Regional de Florestas
e Conservação da Natureza

OS NOSSOS PARCEIROS
A NOSSA EQUIPA