FATUM atuam em Crawley com apresentações de livros da ACADÉMICA DA MADEIRA

Crawley, cidade na área metropolitana de Londres, acolheu o primeiro dos encontros com britânicos e com a comunidade portuguesa no Reino Unido. O ponto alto do evento foi o sarau de fado realizado pelos FATUM.
Os FATUM atuam em Crawley com apresentações de livros da ACADÉMICA DA MADEIRA em janeiro de 2024.

A paróquia católica de Santa Bernadette de Crawley, em West Sussex, acolheu ontem, na sua igreja, o primeiro evento realizado pela ACADÉMICA DA MADEIRA em terras de Sua Majestade Britânica. Santa Bernadette é uma das paróquias que integra uma das mais importantes comunidades portuguesas de Londres, em particular de origem madeirense, motivando a realização de serviço religioso em Português todos os domingos de manhã.

O evento ficou marcado pelas apresentações de duas obras sobre a Madeira e a sua cultura: MADEIRA ILUSTRADA, de Andrew Picken e James Macaulay, e CONTINHOS POPULARES MADEIRENSES de Alfredo Vieira de Freitas.

MADEIRA ILUSTRADA editada pela ACADÉMICA DA MADEIRA foi apresentado em Crawley no final de janeiro de 2024

Seguiu-se um sarau de fados e música portuguesa pelos FATUM, representados por Carlos Diogo Pereira (voz), Maria Beatriz Ricardo (guitarra clássica) e João Freitas (guitarra de Coimbra), que interpretaram grandes nomes da música portuguesa, como Zeca Afonso, Amália Rodrigues e muitos outros.

A digressão foi preparada em parceria com representantes da comunidade portuguesa e com autoridades locais, com o apoio de Eugénio Perregil, diretor do Centro de Estudos e Desenvolvimento, Educação, Cultura e Social da Calheta e correspondente da diáspora madeirense do DIÁRIO DE NOTÍCIAS da Madeira.

Carlos Diogo Pereira
ET AL.
Com fotografia de Henrique Santos.

DESTAQUES