Preocupo-me quando ele não volta da montanha

Um homem cai do pico de uma montanha e morre. O detective responsável, Hae-joon, conhece Seo-rae a mulher do falecido. A morte do marido não parece perturbá-la. Hae-joon interroga Seo-era e decide vigiá-la. Mas à medida que a vai observando, sente-se cada vez mais interessado nela. Uma suspeita que esconde os seus verdadeiros sentimentos. Um detective que desconfia de uma suspeita por quem sente desejo. A sua Decisão de Partir.

DECISÃO DE PARTIR é um romance/filme policial, num enredo que lenta e profundamente nos submerge e nos apresenta o novo filme de PARK Chan-wook.

DECISÃO DE PARTIR é um filme para adultos. Em vez de contar a história da perda como algo trágico, tentei expressá-la com subtileza, elegância e humor, dum modo que faça sentido para adultos.

Seo-rae, a aprumada e contida mulher do falecido. Hae-joon, o educado e limpo detetive. Duas personagens dramáticas e cativantes.

O detective Hae-joon investiga a morte de um homem que caiu do topo de uma montanha, quando conhece Seo-rae, a mulher do falecido. Começa a suspeitar dela ao mesmo tempo que se sente atraído. Num ambiente de tensão crescente da investigação criminal, o filme capta delicadamente as emoções de duas personagens que sentem mutuamente uma curiosidade especial e uma afinidade inesperada, proporcionando uma intrigante mistura de suspense e romance.

É uma história de amor, mas é também um filme policial.

DECISÃO DE PARTIR acompanha a trajectória emocional de duas personagens: a mulher do falecido e o detective que fica fascinado por ela. Seo-rae, que perdeu o marido num acidente repentino, não mostra nenhum sinal de tristeza ou agitação. A polícia começa a investigá-la como suspeita, mas ela nunca perde a seu erecto e imponente porte, deixando no público a dúvida se será ou não culpada.

Seo-rae com o seu inconstante encanto junta-se ao panteão das inesquecíveis personagens femininas criadas por PARK Chan-wook, desde Mido de OLDBOY – VELHO AMIGO e Geum-ja de SYMPATHY FOR LADY VENGEANCE, passando por Tae-ju de THIRST – ESTE É O MEU SANGUE… e Hideko e Sook-hee de A CRIADA.

Depois de, em 2000, se afirmar como um dos principais realizadores coreanos com JOINT SECURITY AREA, uma longa-metragem aclamada pelo público e pela crítica, PARK Chan-wook tornou-se um autor global com OLDBOY – VELHO AMIGO (2003), vencedor do Grand Prix do Festival de Cannes.

Desde então, o realizador continuou a receber aclamação mundial com filmes como SYMPATHY FOR LADY VENGEANCE (2005), THIRST – ESTE É O MEU SANGUE (2009), vencedor do Prémio do Júri do Festival de Cannes, STOKER (2013), a sua estreia em Hollywood, e A CRIADA (2016), que não só foi exibido em competição no Festival de Cannes, como ganhou o prémio de Melhor Filme Estrangeiro nos BAFTA.

DECISÃO DE PARTIR é uma sugestão do Screenings Funchal, numa parceria com os Cinemas NOS e a ACADÉMICA DA MADEIRA, para sexta e sábado, 2 e 3 de dezembro. O cliente NOS, portador do seu cartão, tem direito a dois bilhetes pelo preço de um. Se for sozinho, além do bilhete, tem a oferta de um menu pequeno de pipocas e bebida. Vamos aproveitar estas vantagens com mais um momento de grande cinema que o Screenings Funchal proporciona.

Fique com a antevisão do filme.

Carlos Diogo Pereira
ET AL.
Com fotograma da película Decisão de Partir.

 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS