Adoção responsável

A adoção de um animal de estimação deve ser uma decisão muito bem ponderada. Antes de adotar, informe-se dos cuidados de que cada espécie necessita.

A primeira decisão a tomar é se quer adotar um gato ou um cão de pequeno, de médio ou de grande porte, consoante a sua disponibilidade de tempo e espaço e tendo em conta, os custos de alimentação e dos cuidados primários de saúde.

Os cuidados a ter são uma alimentação nutritiva e equilibrada, ter sempre água limpa à disposição, exercício diário adequado às características do animal, cuidados de saúde primários e continuados, em caso de doença, e uma apropriada educação comportamental.

A primovacinação deve ser iniciada às oito semanas de idade e consiste em três vacinas contra as principais viroses, separadas por 3-4 semanas. Os animais têm de ser, obrigatoriamente, identificados com microchip e vacinados contra a raiva. Aqui na Madeira, recomenda-se também a prevenção da Dirofilaria. A desparasitação interna e externa são recomendadas regularmente.

Quando o seu animal atingir os seis meses de idade, recomenda-se a esterilização ou a castração, prevenindo alguns problemas de saúde e comportamentos indesejáveis dos animais.
A partir do momento em que adota um animal, ele passa a ser da sua responsabilidade e, deve ter a noção, de que está a aceitar um compromisso a longo prazo e há que cumprir essa responsabilidade durante toda a vida do animal, não rejeitando os eventuais sacrifícios que tal exija.
Nunca abandone o seu animal de estimação!!!

SPAD-Funchal

OS NOSSOS PARCEIROS
A NOSSA EQUIPA