Gordura boa para o coração

A gordura tem uma má reputação na nossa sociedade, associada ao colesterol, a gorduras saturadas e à obesidade. Na realidade, em pequenas quantidades é essencial a uma vida saudável, como fonte de calorias e como meio de transporte, para o organismo, de vitaminas nela solúveis e de ácidos gordos essenciais.

Os ácidos gordos são importantes na resposta imunitária, na inflamação, na função do sangue e muito importantes no sistema cardiovascular. Os ácidos gordos Omega-3 e Omega-6 são considerados essenciais porque não podem ser sintetizados pelos mamíferos, tendo que ser ingeridos na alimentação. São essenciais na integridade das membranas celulares, têm acção anti-inflamatória (reduzem a produção de mediadores da inflamação). Sendo a doença cardíaca uma doença inflamatória, os ácidos gordos essenciais têm acção cardioprotectora.

A doença cardíaca pode afectar 11% nos cães e cerca de 20% nos gatos. Apesar de todo o avanço médico e veterinário, a terapêutica apenas permite controlar os sintomas e atrasar a evolução da doença, melhorando a qualidade de vida. Nestes animais cardíacos procura-se qualidade de vida, e não quantidade.

A nutrição é muito importante na tentativa de contrariar a perda de massa típica da doença cardíaca. Como a caquexia associada à doença cardíaca produz grande quantidade de mediadores da inflamação, a acção anti-inflamatória dos ácidos gordos Omega-3 é muito benéfica. Os ácidos gordos funcionam também como “cardioprotector”, aumentando a esperança de vida do animal e diminuindo o risco de arritmias, fatais. Nos gatos com doença cardíaca, situação em que o risco de trombose é elevado, os ácidos gordos diminuem a agregação plaquetária, prevenindo a formação de trombos.

SPAD- Funchal

OS NOSSOS PARCEIROS
A NOSSA EQUIPA