Escolhas

Em plena primavera já parece verão! Dias longos, tardes na esplanada, praia, amigos, e muita Festa! Sol e calor são sinónimos de diversão, por si só, convidativa a excessos. Surgem as festas, os concertos, em que os consumos podem tornar-se apetecíveis para alguns.

É essencial definirmos um ponto de equilíbrio entre o tempo de lazer e o tempo de estudo, para que possamos concretizar os nossos objetivos relacionarmo-nos com os outros de uma forma positiva, com o prazer de desfrutarmos da Vida! Para isso as nossas escolhas têm de ser conscientes e saudáveis, livres do consumo de álcool, de tabaco e de drogas! Apesar do nível de consumo de álcool ter descido em Portugal, este continua a ser dos mais elevados da Europa e nunca é demais relembrar os cuidados a ter! Segundo o relatório de maio de 2014, da OMS, a média de consumo de álcool em Portugal desceu de 14,4 para 12,9 litros per capita, entre 2003 e 2010, mas continua acima da média europeia (10,9 l), mantendo-se entre os 10 países da Europa com mais consumo médio por pessoa. Em Portugal, a média do consumo per capita diminuiu de 14,4 l, no período 2003-2005, para os 12,9 l, no período 2008-2010, representando uma redução de 1,5 l per capita. No que se refere ao consumo de bebidas alcoólicas pelos portugueses, os homens consomem em média 18,7 l per capita e as mulheres, por outro lado bebem 7,6 l de acordo com os dados de 2010. A sinistralidade rodoviária não dá tréguas 17,2 em cada 100 mil homens portugueses e 4,8 em cada 100 mil mulheres morreram na estrada devido ao álcool. O vinho continua a ser a bebida de eleição, representando 55% do álcool consumido, seguindo-se a cerveja, com 31%. As bebidas espirituosas representam 11% do consumo. Portugal apresenta também uma grande percentagem de abstémios, com 43% da população a não ter consumido álcool nos 12 meses anteriores ao estudo. É importante, todos contribuirmos de uma forma responsável para o nosso bem-estar e o bem-estar coletivo. Para os que optem por consumir bebidas alcoólicas deixamos algumas dicas:

– Respeita os teus limites. Ao perceberes que estás a ficar alterado, diminui o ritmo do consumo. Aprende a saber quando parar;

– Bebe água ou sumo entre cada bebida alcoólica e ingere alimentos para reduzires a absorção do álcool;
– Nunca percas de vista o teu copo, ou tem cuidado com quem o deixas;

– Não mistures bebidas alcoólicas com medicamentos, ou outras drogas;

– Têm cuidado com o consumo de shots, pois o seu teor alcoólico é muito elevado;

– Não conduzas se já consumiste bebidas alcoólicas, mesmo que aches que estás bem, e não aceites boleia (mesmo que seja amigo) de alguém que esteja sobre o efeito do álcool.

Diverte-te Sem Riscos!

Cláudia Freitas
Assistente social – Instituto de Administração da Saúde e Assuntos Sociais, IP- RAM

OS NOSSOS PARCEIROS
A NOSSA EQUIPA