Ébola

Devido aos incidentes recentes, o Ébola é um dos assuntos mais comentados por todo o mundo sendo esta considerada uma das doenças mais alarmantes do último século. O vírus Ébola, já existe há mais de vinte anos, tendo surgido pela primeira vez, em 1976 simultaneamente no Sudão e na República Democrática do Congo, numa região próxima do rio Ébola que veio a dar o nome à doença.

A actual epidemia de Ébola é sem dúvida a maior e mais complexa desde o surgimento do vírus em 1976, sendo responsável pela morte de mais de 3.000 pessoas. O Ébola é uma febre hemorrágica que pode ser contraída tanto por humanos como por animais e é transmitida por contacto com fluidos corporais, como sangue, sémen, fezes, saliva entre outros, sendo, por isso, considerado uma doença altamente contagiosa.

Cerca de 60 a 90% das pessoas que contraem Ébola morrem da doença. Apesar do Ébola ainda não ter tratamento nem cura conhecidos, existe hipótese de recuperação caso seja diagnosticado aquando os sintomas iniciais, deste modo recomenda-se que, na verificação de algum dos sintomas da infecção pelo vírus, contacte as autoridades.

Os sintomas de infecção por Ébola demoram normalmente dois a vinte e um dias a aparecerem e podem ser confundidos com sintomas de gripe e malária. Estes incluem febre, dores de cabeça, diarreia, vómitos, fraqueza, dores nas articulações e músculos, dores de estômago e falta de apetite. Apesar do Ébola ser mortal este é evitável, deste modo é de extrema importância a sensibilização para medidas de prevenção do Ébola.

Ester Caldeira
Estudante da UMa

OS NOSSOS PARCEIROS
A NOSSA EQUIPA