De mochila às costas no Alentejo

Porque para visitar lugares com bonitas paisagens não é preciso sair de Portugal, sugiro para caminhar de mochila às costas, o nosso grande Alentejo. Parte do meu Verão foi passado em Portalegre, um sítio perfeito para repor energias e quebrar a rotina do dia-a-dia, distando apenas algumas horas de Lisboa.

Para quem gosta da vida no campo, será este o supra-sumo dos destinos do nosso país. Por entre vacas e cavalos a que depressa nos habituamos, tive oportunidade de testemunhar, aquando de um passeio nocturno pelos vastos campos que tinha como objectivo desfrutar de uma noite bem estrelada, a patrulha de uma astuta família de javalis, a escassos metros do Jeep.

Apesar de nunca ter pastoreado, num dos dias em que lá estava houve um rebanho de ovelhas que partiu uma das cercas do monte e escapou para um terreno vizinho. Nessa altura, eu e os anfitriões saltámos para o terreno e percebi que guiar um rebanho com cerca de duzentas e cinquenta cabeças de gado é uma sensação incrível e diferente de tudo o que estava acostumado. Mais do que passar o Verão a tomar banhos de sol à beira de uma piscina, o melhor é mesmo integrarmo-nos no ambiente em que estamos inseridos e desfrutar desses momentos.

Pedro Ideia
Alumnus

OS NOSSOS PARCEIROS
A NOSSA EQUIPA