Teresa Carvalho no novo episódio do UNIVERSITAS

O UNIVERSITAS, parte da oferta de podcast da ACADÉMICA DA MADEIRA, contou com a participação de Teresa Carvalho no 7.° episódio desta temporada. Teresa Carvalho é enfermeira e encontrou na psicologia uma paixão, sendo uma voz reconhecida na prevenção e consciencialização do público para a violência doméstica e desafios sociais.
Teresa Carvalho foi a convidada do podcast UNIVERSITAS.

No 7.° episódio do UNIVERSITAS, Vera Duarte e João Tiago Camacho entrevistaram Teresa Carvalho, enfermeira que se apaixonou pela psicologia, atualmente Diretora da Unidade de Assessoria Técnica do Departamento de Apoio à Família, Infância e Juventude do Instituto de Segurança Social da Madeira.

Erasmus? Espera sentado…

A Universidade da Madeira faz festa com mais de 100 vagas para os programas de mobilidade, mas esquece de resolver os problemas que tornam a viagem uma via sacra para os estudantes. Publicidade enganosa? Quando se trata de respeitar datas e cumprir prazos, não há filosofia nem física quântica que

Após concluir a licenciatura em Psicologia, Teresa Carvalho dedicou a sua carreira às famílias em situações de risco e às vítimas de violência doméstica, tendo trabalhado seis anos na atual Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais e também seis anos no Instituto Vilamar. Segundo a convidada, esta trajetória foi uma aprendizagem total porque não só percebeu as reações que os adultos por vezes têm para com as crianças e jovens que estão em sofrimento, como também quantos comportamentos se podem desenvolver ao estarmos num sentimento de angústia.

Teresa Carvalho destacou que a violência é um problema multifacetado, manifestando-se não só em diversas formas, mas também nas mais variadas idades. Reforça que cada forma de violência apresenta características distintas, no entanto, todas têm em comum o facto de causarem não só danos físicos, mas também emocionais e sociais às vítimas.

O episódio já está disponível no Spotify.

Com a sua vasta experiência na área, trouxe uma perspetiva clara sobre os diferentes aspetos da violência, apresentando alguns momentos que a marcaram. Um desses foi a história de um rapaz de dez anos que teve a consciência e a coragem de pedir ajuda para ele e para a família para abandonarem o ambiente de violência em que viviam. A psicóloga enfatizou que a solução para o problema da violência requer um esforço conjunto da sociedade como um todo, referindo que para que as pessoas se possam libertar dessa atmosfera de violência devem recorrer às estruturas existentes para o atendimento às vítimas.

Como já é habitual, fomos surpreendidos por dois objetos que segundo a convidada nos transmitem uma mensagem sobre a nossa essência enquanto seres únicos e a felicidade que nos rodeia.

Eduque-se para mais tarde não ouvir ‘Estudasse’

Visando tanto a formação para a cidadania como a mão-de-obra altamente qualificada capaz de torná-la economicamente competitiva no plano internacional, a União Europeia perspectiva a Educação como formação de recursos humanos. De acordo com o compromisso assumido pelo Conselho Europeu em 2000, habitualmente conhecido como ‘Estratégia de Lisboa’, a UE

Neste episódio, Nuno Fernandes foi responsável pela edição de áudio e vídeo, enquanto Pedro Pessoa se encarregou da captura de imagens. Ismael Da Gama e Elói Vieira prestaram apoio técnico. Já a apresentação foi conduzida por Vera Duarte e João Tiago Camacho.

Catarina Perestrelo
ET AL.
com fotografia de Pedro Pessoa.