1.º Workshop de Paleontologia em ilhas Atlânticas

O Grupo de Botânica da Madeira (GBM), da Faculdade de Ciências da vida da Universidade da Madeira (FCV-UMa), participou no 1.º workshop de Paleontologia em ilhas Atlânticas, que aconteceu durante os dias 6 a 16 de abril nas ilhas da Madeira e Porto Santo. O GBM foi representado por Carlos Góis-Marques, investigador deste grupo e docente convidado na FCV-UMa.

Este workshop foi organizado pela Doutora Patrícia Madeira e pelo Mestre Carlos Melo, ambos membros do grupo de investigação MPB – PaleoBiogeografia Marinha (CIBIO Açores) sediado na Universidade dos Açores. O objetivo geral deste workshop foi de realizar um inventário preliminar do património paleontológico do arquipélago da Madeira através do estudo de coleções de fósseis e da realização de trabalhos de campo. O trabalho de campo incidiu na visita de locais já conhecidos e na prospeção e inventariação de novos afloramentos fossilíferos, especialmente na ilha de Porto Santo e nos ilhéus adjacentes.

Neste workshop participaram vários especialistas em geologia, paleontologia e biologia de várias instituições nacionais e internacionais: Carlos Marques da Silva, José Madeira (ambos Universidade de Lisboa e Instituto Dom Luiz), María Esther Martín González (Museo de Naturaleza y Arqueología de Tenerife), Samuel Arruda (Universidade do Algarve), Livia Sinigaglia (Universidade do Porto), Claudia Sacchetti (Universidade de Lisboa) e Ricardo Araújo (Museu de História Natural do Funchal) e Hugo Serra.

Igualmente nos dias 13 e 14 decorreram palestras públicas sobre paleontologia e geologia das ilhas atlânticas, onde o GBM apresentou a palestra intitulada: Paleobiodiversidade terrestre em ilhas oceânicas: o caso dos fósseis de plantas dos arquipélagos da Madeira e dos Açores.

Na última década o Grupo de Botânica da Madeira tem desenvolvido investigação na área da paleontologia, tendo os resultados desta investigação sido publicados em jornais internacionais.

Atualmente o Grupo de Botânica da Madeira possui uma importante coleção de fósseis que está incluída no recém-inaugurado Herbário R.T. Lowe, sediado na universidade da Madeira. As amostras colhidas durante esta expedição serão incluídas na coleção do GBM/Universidade da Madeira. O seu estudo permitirá compreender a flora e a vegetação que há 14 milhões de anos cobriam a Ilha de Porto Santo.

OS NOSSOS PARCEIROS
A NOSSA EQUIPA