Curso de Intervenção na Parentalidade

A Associação para o Planeamento da Família (APF) promove, nos dias 18 e 19 de novembro, no Colégio dos Jesuítas, o Curso de Intervenção na Parentalidade.

O papel que um pai ou uma mãe desempenha é uma construção social que tem diferentes significados e depende, em grande medida, das perspetivas culturais e das condições ambientais. Em virtude disso, o significado de ser pai/mãe sofreu alterações ao longo do tempo e continua em constante mudança. Assim, cada cultura e cada família tem as suas próprias ideias e pontos de vista no que diz respeito à forma de exercer a parentalidade, não sendo estas necessariamente imutáveis.

Muitas são as pessoas que expressam que ser pai ou mãe é um papel muito gratificante, dando início à viagem da parentalidade geralmente de uma forma otimista. Não obstante, consideram também que o exercício da parentalidade é um desafio constante, dado que implica o estabelecimento de um conjunto de ações e de decisões, por vezes, difíceis e complexas. Assim, é solicitado aos pais que, a partir do nascimento de um/a filho/a, desempenhem diversas tarefas para quais estes nem sempre estão preparados e, à medida que o/a filho/a se desenvolve, novos desafios vão surgindo.

O curso será dinamizado por Dora Pereira, psicóloga e professora do Departamento de Psicologia da Universidade da Madeira.

Dado que um grande número de famílias se debate com inseguranças, anseios e dificuldades de variada ordem no exercício da parentalidade, urge como relevante a intervenção neste domínio, com o objetivo de fornecer apoio, informação e recursos adequados aos cuidadores, de modo a criar e promover as melhores condições possíveis para um desenvolvimento infantil harmonioso. Os pais, uma vez munidos e capacitados com as ferramentas apropriadas, serão certamente os principais e os mais eficazes agentes de proteção e de mudança positiva na vida dos seus/suas filhos/as.

Neste sentido e atendendo ao facto de que a parentalidade assume um papel estruturante no desenvolvimento cognitivo e psicossocial e na qualidade de vida de todos nós, enquanto criança, jovem ou adulto, a APF, delegação da Madeira, está a promover o Curso de Intervenção na Parentalidade, a realizar nos dias 18 e 19 de novembro, no Colégio dos Jesuítas. Este curso será dinamizado, a título voluntário, por Dora Pereira, psicóloga e professora do Departamento de Psicologia da Universidade da Madeira, com amplos conhecimento e experiência na temática apresentada. Doutorada em Psicologia Clínica, na especialidade de Psicologia da Família e Intervenção Familiar, pela Universidade de Coimbra, tem formação na área dos maus-tratos infantis e intervenção com crianças em situações de risco.

As inscrições devem ser feitas por correio eletrónico.

Trata-se de uma formação presencial certificada de 12 horas, destinada a profissionais com intervenção na área da parentalidade, tendo como finalidades: enquadrar a intervenção na parentalidade num modelo de leitura do comportamento parental, abordar os diferentes tipos de intervenção na parentalidade em função dos diferentes contextos de atuação e objetivos a alcançar, debater algumas das principais questões éticas associadas à intervenção na parentalidade e explorar diversas modalidades de intervenção na parentalidade.

Caso seja do seu interesse inscrever-se nesta formação, poderá fazê-lo aqui e deverá enviar o respetivo comprovativo de pagamento, até ao dia 11 de novembro, para o endereço da APF (apfmadeira@sapo.pt). É de ressaltar que as inscrições são limitadas.

Cristina Santos
Colaboradora da APF. Delegação da Madeira
Com fotografia de Nathan Dumlao.

OS NOSSOS PARCEIROS
A NOSSA EQUIPA