Uma viagem de sonho…dentro e fora da tela

Numa entrevista concedida para o presskit I Commete, Pascal Tagnati fala-nos de uma curiosa vila onde as pessoas de fora e os residentes interagem e se conhecem diariamente. Aí criam memórias, ideias, ambições e projetos novos de vida. É para o realizador um conjunto de imagens geradas para o seu coração.

Em Córsega, as crianças abrilhantam as ruas, os adolescentes correm e saltam que nem fabulosas criaturas do bosque, os adultos discutem o futuro e os mais velhos refletem sobre a sua vida e como esta passa que nem uma efêmera brisa de vento. Tagnati eleva-nos nesta viagem à vila da felicidade e da memória jovial, no drama Um Verão na Córsega (2021).

Um Verão na Córsega é a sugestão do Screenings Funchal, numa parceria com os Cinemas NOS e com o apoio da ACADÉMICA DA MADEIRA, para sexta e sábado, 08 e 09 de julho. O cliente NOS, portador do seu cartão, se acompanhado, tem 2 bilhetes pelo preço de 1. Se for sozinho, ao comprar 1 bilhete de cinema, tem a oferta de 1 menu pequeno de pipocas e bebida. Não há, portanto, desculpa para não aproveitar mais um momento de grande cinema que o Screenings Funchal proporciona.

Neste filme, Córsega é apenas habitada por aqueles que não vivem sem as boas memórias de uma vida tranquila. Muitos são aqueles que abandonaram o local, fossem por razões profissionais ou mesmos pessoas. No entanto, nunca deixam de a visitar quando o Verão chega. É neste momento, que se procura estabelecer um intercâmbio emocional entre os locais e os citadinos: “Family and long time friends share together this precious moment in the mountains. Under the burning sun and to the sound of rippling laughter, summer suspends time but doesn’t heal all wounds.“.

Pascal Tagnati busca o clima ensolarado, os lugares bonitos e radiosos para providenciar o público com pequenos momentos de intensos amadurecimentos, discussões sobre o amor e até mesmo terrores arrepiantes. Elabora um mosaico da vida das pessoas que moram nessa vila francesa. A sua estrutura narrativa livre, permite-nos associarmo-nos a um personagem ou mais, de acordo com a sua história para além da ambiência familiar e caseira implícita nas situações representadas.

O filme tem como objetivo central, a deslocação do espectador para o quotidiano dos moradores dessa região, dando-o a conhecer a história local e relacional entre personagens. Não seria por acaso que a estação do Verão estaria aqui a ser usada. O facto de ser usada como período de férias, dá-nos a explorar e a viajar por espaços ditos de momentos de descanso e puro prazer. A intenção é construir-se uma atmosfera de equilíbrio social tanto dentro como fora da tela.

Luís Ferro
ET AL.
Com fotografia da captura da cinematografia de Javier Ruiz Gomez.

OS NOSSOS PARCEIROS
A NOSSA EQUIPA