Vem pôr as Mãos na Terra

Vem pôr as Mãos na Terra

O projeto Mãos na Terra pretende criar oportunidades de colaboração entre diferentes disciplinas e áreas do conhecimento já presentes no campus universitário, nomeadamente biologia, botânica, ecologia, agronomia, arte, design, educação, matemática, engenharia e, entre outros, economia.

Mãos na Terra é uma horta universitária de convívio, aberta aos cidadãos em geral, localizada na Quinta de São Roque da Universidade da Madeira (UMa). É um projeto socioeducativo que envolve os moradores locais com os alunos e professores da Universidade no cultivo e administração de uma horta compartilhada e de convívio. É uma forma de abrir o espaço público do campus à vizinhança e um meio de partilhar conhecimentos e experiências, facilitando a ligação entre o campus e o tecido urbano envolvente. A horta é um lugar físico para permitir a construção de uma comunidade que, a partir do trabalho prático, aprende, em conjunto, temas relacionados com a ecologia. O Projeto integra-se no Programa Eco-Escolas da Universidade da Madeira e tem como parceiros o ISOPlexis- Centro em Agricultura Sustentável e Tecnologia Alimentar da UMa e a Associação Académica da Madeira.

Reciclar mais na UMa

As alunas do Curso de Especialização Tecnológica em Gestão Ambiental, da Unidade Curricular Projeto de Gestão Ambiental, estão a desenvolver um

LER MAIS...

A primeira atividade do projeto decorreu a 14 de abril de 2023, ao fim do dia, reunindo cerca de 25 voluntários, entre adultos e crianças, estudantes e professores, nacionais e estrangeiros, membros da comunidade académica e vizinhos, todos contribuindo na recolha de ideias para a construção conjunta da horta. Nesse mesmo momento, foi preparado e plantado o primeiro canteiro da horta seguindo os princípios da agricultura biológica e da permacultura. Passados 20 dias, a 5 de maio, o mesmo local voltou a receber um grupo de voluntários para manter e acompanhar a evolução da horta e participar na partilha de conhecimentos e experiências sobre compostagem (transformação de resíduos orgânicos- cascas, folhas, ervas, caroços, restos de comida, etc.- em um fertilizante natural). Desta atividade resultou também a construção de uma pilha de compostagem, utilizando resíduos orgânicos da própria Quinta de São Roque, do Bar da Universidade da Madeira e trazidos de casa por alguns participantes. Próximas atividades estão previstas para a manutenção e ampliação da horta e da compostagem, assim como para abordar e dinamizar temas em torno da regeneração dos solos, defesa da agrobiodiversidade, práticas de cultivo sustentável, eficiência no uso da água, entre muitos outros.

O projeto Mãos na Terra visa também criar oportunidades de colaboração entre diferentes disciplinas e áreas do conhecimento já presentes no campus universitário, nomeadamente biologia, botânica, ecologia, agronomia, arte, design, educação, matemática, engenharia e, entre outros, economia. Além disso, uma vez que as universidades tendem a estar excluídas da vida social local, este projeto pretende ainda criar uma experiência prática para aproximar e permitir a colaboração entre a comunidade académica e a comunidade local. Para isso, serão criadas algumas atividades à volta da horta e dos espaços envolventes, como palestras ao ar livre sobre temas importantes (alternativas ao uso de pesticidas, compostagem, princípios da permacultura, uso de sementes locais, etc.) e atividades paralelas (por exemplo, atividades criativas para crianças ou adultos) para envolver mais pessoas.

Hélder Spínola, Thiago Gomes e Elisa Bertolotti
Universidade da Madeira
Com fotografia de Jonathan Kemper.