Três provas com três medalhas. Nuno, João e Adriana são os nossos medalhados no atletismo

Três provas com três medalhas. Nuno, João e Adriana são os nossos medalhados no atletismo

Este artigo tem mais de 1 ano

A participação da ACADÉMICA DA MADEIRA no Campeonato Nacional Universitário de atletismo de pista coberta, que aconteceu neste sábado, no Expocentro, em Pombal, foi coroada com três medalhas: dois ouros e um bronze. A prova da Federação Académica do Desporto Universitário (FADU) reuniu dezenas de atletas de todo o país.
Nuno Pereira, medalha de ouro nos 3000m; Adriana Ornelas, medalha de bronze nos 3000 metros marcha e João Olim, medalha de ouro 5000 metros marcha no Campeonato Nacional Universitário Atletismo em Pista Coberta de 2023, em Pombal.

Numa organização do Politécnico de Leiria, sob a égide da FADU, o Campeonato Nacional Universitário de atletismo de pista coberta aconteceu no este fim de semana, no Expocentro, em Pombal. No sábado, foram nove provas femininas e masculinas, enquanto que, no domingo, seis provas de ambos os sexos compõe a variedade que o campeonato nacional reúne.

A representar a ACADÉMICA DA MADEIRA, estiveram Nuno Pereira, estudante de Educação Física e Desporto; Adriana Viveiros, estudante de Enfermagem, e João Olim, estudante de Ensino de Educação Física nos Ensinos Básico e Secundário.

Nuno Pereira competiu nos 3000 metros com 35 atletas de várias Instituições de Ensino Superior. O jovem estudante, com uma carreira coroada de vários feitos, foi Campeão de Portugal nos 800 metros, em 2020, e, em 2019, Campeão Europeu de sub20, nos 1500 metros. Recentemente, fez parte da equipa do Sporting Clube de Portugal que ganhou o Campeonato Nacional de Estafeta Mista de Corta-Mato. Atualmente, o atleta representa o Sporting nas competições fora do quadro universitário.

Três provas com três medalhas

O atleta madeirense confirmou o sucesso que tem marcado a sua carreira e conseguiu uma medalha de ouro com a marca de 08:04.59, tornando-se campeão nacional universitário nos 3000 metros em pista coberta. A prata foi para Duarte Santos, do Instituto Politécnico de Leiria, com a marca de 08:13.43, e o bronze para Simão Bastos, da Associação de Estudantes da Universidade da Maia, com a marca de 08:19.22.

Satisfeito pela vitória, o campeão universitário referiu que “agora é continuar”, antes de rumar para um estágio no estrangeiro.

Adriana Viveiros, nos 3000 metros, competiu com oito atletas do Porto, de Lisboa, de Setúbal e de Coimbra. Em 2021, medalha de prata nos 10 quilómetros, na categoria de sub-20, nos Europeus de marcha de Podebrady, na Chéquia, sendo a terceira melhor marca nacional da história. A atleta, atualmente, representa a Associação Desportiva e Recreativa de Água de Pena, fora das competições universitárias.

Numa competição muito renhida, a atleta atingiu o pódio com a medalha de bronze e a marca de 14:27.26. O ouro foi para Bruna Marques, em representação do Politécnico do Porto, com a marca de 14:26.69 (<) e a prata acabou para Inês Mendes, em representação da Associação de Estudantes da Faculdade de Psicologia e do Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, com a marca de 14:26.86.

Nos 5000 metros marcha, João Olim, competiu com atletas da Beira Interior. O atleta sagrou-se campeão nacional universitário com a marca de 25:48.72. Ricardo Opinião, atleta em representação da Associação Académica da Universidade da Beira Interior atingiu a prata com a marca de 30:48.22 e o bronze foi para Fábio Proença, também em representação da universidade beirã, com a marca de 38:55.69 (<~).

Nuno Pereira, Adriana Viveiros e João Olim foram os medalhados

Ricardo Freitas Bonifácio, Presidente da ACADÉMICA DA MADEIRA, mostrou-se “orgulhoso pelo sucesso que os nossos atletas conseguiram na prova, servindo para reforçar a importância que o desporto universitário deve ter na Madeira”, salientando “o mérito que os três estudantes atletas possuem pela perseverança em trilhar uma carreira desportiva de sucesso com o quotidiano académico”.

Dentro de poucas semanas, Viana do Castelo receberá o Campeonato Nacional Universitário de Hóquei em Patins, no início de abril, com a continuação das provas universitárias nacionais, com a tutela da FADU.

Luís Eduardo Nicolau
Com Diogo Afonso Freitas
ET AL.
Com fotografia de Pedro Pessoa.