Fruição e partilha musical com o Quinteto da Orquestra Clássica da Madeira

Mais um belo momento de fruição e de partilha musical, proposto pelo Quinteto Solistas da Orquestra Clássica da Madeira, no extraordinário e esplendoroso Reid’s Palace.

Um concerto com programação consciente e que se quer inspiradora. Música do nosso país e de outras inspirações numa proposta musical com estéticas marcantes na sua origem e no seu período histórico.

A experiência com as propostas diferenciadas de programas e brilhantes interpretações da Orquestra Clássica da Madeira, os concertos de música de câmara têm uma grande procura e reconhecimento por parte público.

Esta proposta, para esta quinta-feira, é protagonizada pelo Quinteto de Sopros Solistas da Orquestra Clássica da Madeira que trazem um programa diversificado, brilhante e de valor artístico e estético de criação inspirada, centrado em duas partes distintas. Na primeira parte, dedicada à composição portuguesa e húngara do século XX, temos “Adagio” e “Scherzino para Quinteto de Sopros” de Joly Braga Santos e “Cinco Danças Antigas Húngaras” de Ferenc Farkas; e, na segunda parte, do compositor austríaco do Século XVIII, Joseph Haydn, o “Divertimento para Sopros” e de Georges Bizet, compositor francês do século XIX, a “Suite para Quinteto de Sopros”.

O Quinteto de Sopros da Orquestra Clássica da Madeira é formado pelos instrumentistas solistas dos naipes dos sopros. Tendo-se apresentado ao longo das últimas duas décadas nas várias temporadas da Orquestra Clássica da Madeira, possui no seu vasto repertório obras de vários compositores nacionais e internacionais, assim como adaptações e arranjos de obras de referência dos vários períodos da história da música. Os seus concertos pautam-se pelas leituras fiéis ao texto, proporcionando momentos de alto nível artístico ao seu público, assim como momentos de descontração com repertórios mais ligeiros que também integram os seus programas.

No histórico Reid’s Palace, num ambiente de cultura e história, com o prestígio deste espaço emblemático da nossa cidade.

Com Ana Rita Oliveira na Flauta, Daniel Cuchi no Oboé, Francisco Loreto no Clarinete, Tatiana Martins no Fagote e Péter Víg na Trompa, músicos dedicados e experientes, contribuindo para o sucesso de mais uma temporada da Orquestra Clássica da Madeira que está, há décadas, a marcar a vida cultural na Região.

No âmbito da responsabilidade pedagógica da Orquestra, os alunos e formandos de todas as áreas artísticas do Conservatório – Escola Das Artes da Madeira têm entrada livre mediante apresentação de cartão estudante.

Programa do espetáculo
Joly Braga Santos (1924-1988) com “Adagio e Scherzino” para Quinteto de Sopros.
Ferenc Farkas (1905–2000) com “Five Antique Hungarian Dances”.
Joseph Haydn (1732-1809) com “Divertimento”, Hob.II-46.
G. Bizet (1838-1875) com “Suite pour Quintette à vent”.

Os músicos da Orquestra Clássica da Madeira são Ana Rita Oliveira na flauta, Daniel E. Cuchi no Oboé, Francisco Loreto no clarinete, Tatiana Martins no fagote, Péter Víg na trompa.

O concerto está integrado na parceria entre a Associação Notas e Sinfonias Atlânticas, na qualidade de gestora da Orquestra Clássica da Madeira, e o Reid’s Palace, a Belmond Hotel Madeira. Os bilhetes custam 20 euros e estão à venda no próprio hotel.

Norberto Gomes
Diretor Artístico da Orquestra Clássica da Madeira

OS NOSSOS PARCEIROS
A NOSSA EQUIPA