UMa cancela exames e encerra na terça-feira

UMa cancela exames e encerra na terça-feira

Este artigo tem mais de 1 ano

A aplicação ACADÉMICA notificou todos os utilizadores sobre o alerta vermelho e o encerramento da Universidade da Madeira (UMa). A reitoria cancelou a atividade letiva e as avaliações no Campus Universitário da Penteada para terça-feira, 6 de junho.

Sílvio Fernandes informou, por correio eletrónico, que “a Universidade da Madeira estará encerrada amanhã”, terça-feira, em função do “agravamento das condições atmosféricas”, “considerando que as autoridades da RAM decretaram o encerramento dos estabelecimentos escolares”. O reitor adianta que “as atividades escolares calendarizadas serão naturalmente reagendadas”.

Às 15:49 desta segunda-feira chegou à nossa redação a informação do reitor a “comunicar que, preferencialmente, a partir das 17 horas, deverão ser dadas por concluídas as atividades letivas e laborais na Universidade da Madeira, excecionando-se as que, em cada serviço e unidade orgânica, sejam consideradas como imprescindíveis para o seu funcionamento.”

A motivar a indicação da Reitoria está o agravamento das condições atmosférias, “com a previsão de aumento da precipitação a partir das 18h”, segundo o alerta da Proteção Civil Regional.

Sílvio Fernandes remeteu ontem uma informação à Academia sobre o aviso vermelho, emitido pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA). O instituto previa, “a partir da tarde de dia 5 e até meio da tarde de dia 6, precipitação forte e persistente (com acumulados que poderão ser superiores a 100 mm), por vezes acompanhada de trovoada e vento forte do quadrante sul (com rajadas até 75 km/h, sendo até 95 km/h nas terras altas), com maior impacto nas vertentes sul e nas terras altas da ilha da Madeira, suscetível de originar deslizamentos de terras, cheias repentinas e enxurradas”.

Docentes e investigadores estão a alertar as suas equipas para o aviso vermelho, indicando o teletrabalho como alternativa para evitar deslocações ao Campus Universitário da Penteada. O reitor, em mensagem enviada à Academia, apelou “para que todos estejam atentos às informações oficiais sobre este assunto e que sigam as recomendações de segurança, publicitadas pela Proteção Civil”.

O aviso vermelho foi emitido pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera no domingo

Já hoje, Sílvio Fernandes deu indicações aos professores para que aulas e avaliações previstas para o período após as 17:00 sejam reagendadas.  Embora “não tenha sido decretado o encerramento na RAM dos estabelecimentos escolares […], as atividades, na Universidade da Madeira, prolongam-se até às 22h, com muitos dos seus estudantes, funcionários e docentes a terem de se deslocar para concelhos fora do Funchal”, sensibilizou o reitor.

O IPMA emitiu um comunicado sobre a depressão Oscar que provocará um agravamento do estado do tempo no arquipélago da Madeira. Segundo o Instituto, de acordo com os “critérios de emissão estabelecidos para a nomeação de tempestades da época 2022-2023, foi atribuído pela AEMet o nome OSCAR a uma depressão complexa que deverá ter o núcleo principal com 999hPa, centrado em 34.3°N e 23.5°W, dia 5 de junho de 2023 às 15:00UTC, transportando uma massa de ar tropical com um conteúdo em vapor de água excecionalmente elevado, resultando assim no agravamento do estado do tempo nos arquipélagos das Canárias e da Madeira”.

A Proteção Civil alerta a população “recomendações das autoridades competentes, mantendo-se informado do evoluir da situação”. No caso de “inundação no interior de sua casa por excesso de chuva, contacte o 112”. Nas deslocações em viatura particular, a autoridade regional indica “reduza a velocidade, conduzindo com precaução devido a possíveis congestionamentos de tráfego. Tenha atenção aos lençóis de água que podem formar-se, não conduza ou estacione em zonas propícias a inundações”.

Em informação anterior da UMa, às 12:52 de segunda-feira a Reitoria indicava que, “de acordo com as indicações da Proteção Civil, vimos comunicar que mantém o normal funcionamento da Universidade, até nova avaliação que será realizada por volta das 20:00 de hoje. Apelamos, no entanto, para que sejam observadas as recomendações de segurança, emanadas pela Proteção Civil”, informação entretanto atualizada.

Carlos Diogo Pereira
ET AL.
Com fotografia de Jessica Knowlden.