As palavras-chave permitem que o leitor tenha acesso aos artigos que foram classificados com esse vocábulo enquanto etiqueta. Dessa forma, o repositório digital de notícias da ET AL. é filtrado para que o leitor consulte o grupo de artigos que corresponde à palavra-chave que selecionou. Em alternativa, pode optar pela procura de termos na barra de pesquisa.

Etiqueta Selecionada

Japão

Idade da Pobreza

Ikuyo é a patroa de Shizumoto, uma residência de gueixas que emprega quatro outras mulheres. Todas, em simultâneo, vão revelando as extremas agruras da profissão. Desde a procura frustrada da popularidade nos jornais, passando pelos desejos difusos de maternidade e terminando na desilusão amorosa, as cinco mulheres sobrevivem debaixo do céu incandescente de Ginza, um dos bairros mais abastados de Tokyo. Contado a partir da perspectiva de uma jovem aprendiz de gueixa recentemente contratada, Mulheres de Ginza é um retrato ácido e lúcido dessas mulheres que, mesmo na derrota, saem esclarecidas.

LER MAIS...

Preocupo-me quando ele não volta da montanha

Um homem cai do pico de uma montanha e morre. O detective responsável, Hae-joon, conhece Seo-rae a mulher do falecido. A morte do marido não parece perturbá-la. Hae-joon interroga Seo-era e decide vigiá-la. Mas à medida que a vai observando, sente-se cada vez mais interessado nela. Uma suspeita que esconde os seus verdadeiros sentimentos. Um detective que desconfia de uma suspeita por quem sente desejo. A sua Decisão de Partir.

LER MAIS...

Emancipação nipónica

A viúva Nobuko partilha residência com Tamiko e Junjiro, os dois filhos do seu falecido marido. Tamiko é uma jovem mulher com pretensões de independência, enquanto que Junjiro vive acamado, acometido por uma doença e a tristeza de uma separação recente. As tensões familiares crescem quando Nobuko decide procurar um pretendente para casar com Tamiko. A escolha recai entre um mulherengo descarado e um romântico com problemas de assertividade. Autópsia das angústias do pós-guerra, o filme esboça um retrato imperdoável da nova sociedade japonesa.

LER MAIS...

Sushi nosso de cada dia

A moda veio, mesmo, para ficar. Tanto, que por esse País fora, multiplicam-se os restaurantes japoneses de japoneses, de chineses, ou os restaurantes de portugueses

LER MAIS...
OS NOSSOS PARCEIROS