Celebrar Portugal regressa dia 25

Celebrar Portugal regressa dia 25

No sábado, 25 de novembro, o grupo de jovens “Compartilhando Culturas” volta a organizar uma visita guiada do programa Herança Madeirense, da ACADÉMICA DA MADEIRA. O percurso, distinguido recentemente com o prémio Caixa Social 2023, acontece pelo Funchal, pelas 10:30, partindo do Colégio dos Jesuítas, para promoção da valorização da cultura e história regionais.
O percurso HISTORY TELLERS: Funchal Cultura Viva, com a participação do Teatro Bolo do Caco, integra o programa HERANÇA MADEIRENSE, promovido desde 2016 pela ACADÉMICA DA MADEIRA.

As inscrição estão abertas para a nova visita e devem ser realizadas através do portal do grupo.

Num trajeto pelos centros históricos da Sé e de São Pedro, os participantes são guiados por um guia do programa HERANÇA MADEIRENSE da ACADÉMICA DA MADEIRA e têm a oportunidade de testemunhar dez representações dramáticas realizadas por atores da Associação Teatro Bolo do Caco.

From Poland to Madeira

Eryka é uma jovem polaca a realizar um projeto de voluntariado ao abrigo do ERASMUS+, no quadro do Corpo Europeu de Solidariedade.

Este percurso pelo tempo e pelo espaço do Funchal conduz os visitantes pelas ruas que testemunharam a evolução das cidades, desde a era manuelina até ao século XIX, abrangendo mais de quatro séculos de história local, tudo condensado em apenas duas horas. Durante este passeio, é possível explorar um vasto patrimônio madeirense que é descrito como “uma herança, um valor e uma riqueza a ser protegida e valorizada, à semelhança de outras regiões”, conforme afirmam os atores do Teatro Bolo do Caco.

Essa visita é fundamentada no conhecimento acumulado por diversos investigadores ao longo da história da Madeira. A partir desses conhecimentos, foi delineado o percurso, concebidas as representações e desenvolvidas as várias personagens históricas do Funchal.

O projeto “Funchal: Cultura Viva” é uma valiosa contribuição para o panorama cultural e artístico da região, utilizando o Teatro de Rua como meio de enriquecimento cultural. Isso é alcançado por meio de uma interação significativa, um enfoque educativo e recreativo, baseado numa pesquisa profunda e reflexiva sobre a história, tradições, cultura e patrimônio da região, conforme mencionado pelo Teatro Bolo do Caco.

Luís Eduardo Nicolau
ET AL.
Com fotografia de Pedro Pessoa.