Sábado é dia de batismo para os caloiros

Centenas de caloiros da Universidade da Madeira (UMa) são esperados para as tradicionais atividades do Batismo dos Caloiros.

No sábado, 8 de outubro, centenas de estudantes da UMa percorrem a estrada da Universidade, desde o Campus Universitário da Penteada até à avenida do Mar, num desfile que junta colegas e familiares e que acontece há décadas. Apenas em 2020, por força da pandemia, foi interrompido, apesar as condicionantes também experimentadas em 2021.

Na tarde de sábado, após a noite de festa organizada pela ACADÉMICA DA MADEIRA na discoteca Copacabana, começa a organização dos cursos de licenciatura para o juramento do caloiro que antecede o desfile. Organizados por cursos, os caloiros e os praxistas rumam até ao centro da cidade onde, junto ao mar, decorrerá o batismo dos caloiros.

Na tradição de praxe que existe na UMa, cada caloiro escolhe um padrinho ou madrinha para batizá-lo e guiar o seu percurso académico.

Segundo Alex Faria, Presidente da Direção da ACADÉMICA DA MADEIRA, “as atividades lúdicas promovidas pelos estudantes são uma oportunidade para experimentar parte da tradição que é promovida na UMa”. Os estudantes que organizam as atividades informais de praxe têm reuniões com a reitoria da UMa para informação sobre as iniciativas cujos limites temporais são acordados com a universidade.

O batismo dos caloiros é uma das exceções do calendário de praxe que acontece fora do Campus Universitário da Penteada.

Carlos Diogo Pereira
ET AL.
Com fotografia de Pedro Pessoa.

Na fotografia, uma imagem do batismo dos caloiros de 2015.

OS NOSSOS PARCEIROS
A NOSSA EQUIPA