Ambiente. Já não há desculpas!

É o tema do momento. O alerta é geral. Ninguém fica indiferente. Mas isso não basta, é urgente agir, contribuir, mudar hábitos e dar o exemplo. O Planeta já não suporta tanta pressão, está a entrar num caminho sem retorno, a entrar em rutura. Cada um de nós sente o apelo, queremos ajudar, reduzir a nossa pegada ecológica, construir uma sociedade melhor. Por vezes ficamos confusos, sem saber o que fazer, pois há tanto para mudar e a sociedade em que vivemos nem sempre ajuda. Então comecemos por nós próprios, mudemos pequenos hábitos, sejamos um exemplo para quem nos rodeia. Vamos agir.

O Programa Eco-Escolas que está a ser desenvolvido na Universidade da Madeira, numa parceria com a Associação Académica, tem sido um aliado no que à educação ambiental diz respeito. Não basta saber o que temos que fazer. É importante sabermos como, mas mais importante ainda é fazê-lo. Na UMa, e por ora, o nosso comportamento pode ser um pequeno passo no longo caminho a percorrer. Senão vejamos:

Bebe água da nossa fonte

A Associação Académica instalou, no corredor do piso zero, junto à sala de estudo, uma fonte de água fresca e filtrada proveniente da rede pública. Evita que compres garrafas de água (de plástico) e, caso prefiras, podes sempre utilizar este recurso para beberes o teu chá ou café soluvel. A fonte tem igualmente a opção de água quente. Se usares a tua garrafa ou caneca estás a consumir a quantidade de água que o teu organismo precisa e não poluis o ambiente (e sem custos financeiros para ti). Envia-nos uma mensagem (hspinola@uma.pt) e oferecemos-te uma. Já não há desculpas.

Usa um lenço de pano

Faz-nos lembrar os tempos dos nossos bisavós mas a utilização do lenço de pano, tal como muitos outros hábitos que outrora eram perpetuados, são muito mais ecológicos e fazem a diferença. Nas casas de banho da Universidade da Madeira o método disponível para limpar as mãos são as toalhitas de papel. Apesar de serem em papel reciclado, há dias em que constituem mais de um terço de todo o lixo produzido no edifício principal da UMa. Seguindo as instruções existentes no dispensador é possível enxugar as mãos com apenas uma toalhita. Mas podes fazer ainda mais, podes abdicar do seu uso, completamente. Como?! Usa um dos nossos lenços de pano. Oferecemos-to, não há desculpas.
Beatas no chão?! Claro que não!

As beatas de cigarro são um dos tipos de lixo mais comuns nos oceanos… mas não só, também na Universidade da Madeira, nos espaços frequentados por fumadores. Se ainda não conseguiste deixar de fumar, faz-te acompanhar por um dos nossos cinzeiros individuais, é oferecido e não é maior que um isqueiro, não há desculpas.

Um bom café é num copo reutilizável

Muitos de nós têm o hábito diário de tomar café o que, quando em copos descartáveis, produz muito lixo. Na Universidade da Madeira temos máquinas de venda automática que já substituíram os copos de plástico por papel, mas que não são recicláveis (estão sujos e possuem uma película impermeabilizante, pelo que devem ser colocados no lixo geral), podendo representar, em alguns dias, perto de 20% do lixo no edifício principal. Para incentivar o uso de copos ou chávenas reutilizáveis, o café na máquina fica mais barato se escolher a opção ‘sem copo’. Além disso há uma pequena pia junto à fonte de água, no piso zero, para lavar o copo … e, adivinha, quem tem copos de vidro para oferecer aos interessados… claro, nós, basta enviar uma mensagem. Além disso há uma pequena pia junto à fonte de água, no piso zero, para lavar o copo. Como vês, não há desculpas.

Hélder Spínola
Coordenador do Programa Eco-Escola do Politécnico da UMa

OS NOSSOS PARCEIROS
A NOSSA EQUIPA