Classificação da investigação científica

Podemos definir a investigação como a atividade desenhada para produzir novo conhecimento científico ou usar esse conhecimento no melhoramento das práticas educativas. Mas como é que se pode classificar a investigação ou a produção do novo conhecimento científico?

Vários autores apresentam diferentes classificações de investigação contudo, no essencial, as tipologias classificativas não diferem muito.

Neste artigo vamos apresentar uma tipologia de classificação na área das ciências da educação mas que pode ser extensível às outras ciências sociais.

Assim, a investigação pode ser classificada quanto ao método e quanto ao propósito.

Quanto ao método, embora muitos trabalhos de investigação tenham aspetos em comum, apresentam um método ou estratégia específica. Isto, apesar de terem em comum, ao longo do seu itinerário as mesmas etapas: definição do problema, elaboração das questões de investigação, recolha de dados, análise dos dados e formulação das conclusões. As diferenças existentes entre eles são devidas ao método de investigação, pois cada um deles foi concebido para responder a uma determinada questão. De facto, podemos considerar cinco categorias de investigação quanto ao método:

a) Investigação histórica; b) Investigação descritiva; c) Investigação correlacional; d) Investigação experimental; e, e) investigação causal comparativa.

Quanto ao propósito, esta classificação baseia-se essencialmente na aplicabilidade dos resultados e no grau em que estes são generalizáveis à população em estudo. Ambos os critérios são função do controlo da investigação exercido durante a condução do estudo. Na verdade, podemos também considerar cinco categorias quanto ao propósito de investigação:

a) Investigação básica. Tem como propósito desenvolver teoria e estabelecer princípios gerais. Aquela fornece a teoria relevante para a resolução de problemas sociais.

b) Investigação aplicada. É conduzida com o propósito de aplicar ou testar a teoria e avaliar a sua utilidade na resolução de problemas sociais.

c) Investigação em Avaliação. O Propósito é recolher e analisar dados com o fim de facilitar tomadas de decisão que digam respeito a duas ou mais ações alternativas.

d) Investigação e Desenvolvimento. Pretende desenvolver produtos para serem utilizados com determinados fins e de acordo com especificações pormenorizadas.

e) Investigação-ação. O propósito desta investigação é resolver problemas de caracter prático, através do emprego do método científico. A investigação é levada a cabo a partir da consideração da situação real. A sua principal finalidade é a resolução de um dado problema para o qual não há soluções baseadas na teoria previamente estabelecida.

Quando desenvolvemos investigação científica (método de aquisição de conhecimentos que permite encontrar respostas para questões precisas) é assaz importante clarificar, para nós e para outros, o propósito da nossa pesquisa.

Referências e sugestões de leitura:

Carmo, H. & Ferreira, M. (1998). Metodologia da investigação: Guia para Auto-aprendizagem. Lisboa: Universidade Aberta (pp. 209-244).

Fortin, M. (2009). Fundamentos e etapas do processo de investigação. Loures: Lusodidacta (pp. 3-24).

Gay, L. (1981). Educational research: Competencies for analysis & application (2nd ed.). Ohio: Charles Merrill Publishing Company (pp. 142-271).

António V. Bento
Professor da UMa

OS NOSSOS PARCEIROS
A NOSSA EQUIPA