FATUM e a gravação do primeiro CD

Com alguns anos de trabalho realizado, reconhecido por uma público fiel e atento, os FATUM – Grupo de Fados da AAUMa – em breve irão lançar o seu primeiro álbum, dando a oportunidade a qualquer interessado de usufruir da arte que desenvolvem.

Falar do Fado de Coimbra é falar de um dos mais internacionais estilos de música portuguesa, que supera inclusive o típico fado de Lisboa. Trata-se, no fundo, de um género musical imbuído na temática amorosa, no espírito estroina e aventureiro e até no saudosismo típico português, que se apresenta sob a forma de fados clássicos, serenatas, baladas, instrumentais cheios de dedilhados complicados, mas cujas origens são confundidas entre as inspirações de Salamanca, a influência do fado lisboeta, o folclore português e, claro, a inspiração académica. O seu desenvolvimento inicial deu-se em torno da necessidade dos estudantes angariarem dinheiro para as suas necessidades e, claro, para fazerem a corte às moças de Coimbra.

Coimbra de Raul Ferrão, apresentada no filme Capas Negras (1947) de Armando de Miranda, é a obra portuguesa mais ouvida em todo o Mundo. Variações desta música foram gravadas Amália, Les Baxter, Louis Armstrong, Bing Crosby, Júlio Iglésias, Chico Buarque, Roberto Carlos e muitos outros, mostrando que o fado de Coimbra chega a suplantar o de Lisboa. O interesse despertado por fados de Coimbra levou à sua integração no reportório da rádio, à sagração de vários solistas, instrumentistas e compositores do género e até a décadas de transmissão directa das Serenatas Monumentais, realizadas anualmente nas escadas da Sé Velha de Coimbra.

Actualmente, ao fado ou canção de Coimbra pode chamar-se também fado académico, pois diferentes Universidades e Politécnicos apresentam os seus próprios grupos de fado, que em muito aumentam o reportório do género.

Nessa linha, nasceram em 2009/2010, os Fatum com o apoio da AAUMa e mais tarde apadrinhados pela associação coimbrã Fado ao Centro. Desde então, o grupo tem crescido, aumentado a frequência das suas actuações. Ganhou, também, uma residência permanente no auditório da Universidade da Madeira, ao Colégio dos Jesuítas do Funchal, onde, na última sexta-feira de cada mês, realiza um sarau de entrada libre para todos os interessados. À data de fecho desta edição, o último sarau, a 25 de Abril, foi dedicado à memória dos estudantes universitários que constituíram a primeira linha de combate contra o Regime Salazar-Caetano, com um cantando-se fundamentalmente obras de Manuel Alegre e de Zeca Afonso.

A AAUMa investe neste projecto, pensando no público que gosta da arte dos Fatum, ou que simplesmente gosta de fado de Coimbra. Composto por clássicos, o álbum será lançado neste mês de Junho, poderá ser adquirido nos postos de atendimento da AAUMa e todas as receitas advindas da sua comercialização reverterão para o projecto Bolsa de Alimentação, que permite a estudantes carentes da UMa terem uma refeição completa diária, a custo zero.

Carlos Diogo Pereira
Alumnus da UMa

OS NOSSOS PARCEIROS
A NOSSA EQUIPA