Publicado despacho do Programa de Apoio a Iniciativas de Acolhimento e Integração dos Novos Estudantes

Foi publicado em Diário da República o Despacho n.º 14596/2022, que determina a constituição do júri de avaliação das candidaturas ao Programa de Apoio a Iniciativas de Acolhimento e Integração dos Novos Estudantes.

O Programa, inserido nas prioridades desta legislatura na área da ciência e ensino superior, tem como objetivo fomentar uma melhor integração dos novos estudantes através da promoção de atividades culturais destinadas ao acolhimento, à integração e ao bom desempenho académico dos novos estudantes.

Para o efeito, serão apoiadas iniciativas que promovam, no decorrer no ano letivo de 2022-2023, atividades de acolhimento e de integração dos novos estudantes, dinamizadas por orquestras, grupos corais, grupos de teatro e clubes de leitura afiliados a Instituições de Ensino Superior.

Este programa, com uma dotação inicial de 200 mil euros, visa contribuir para uma melhoria da integração dos estudantes, através de iniciativas culturais.

Integração e bom desempenho académico dos novos estudantes.

Os projetos apoiados devem almejar a consolidação de estratégias institucionais de integração e acompanhamento dos estudantes no decorrer do seu percurso académico, o reforço de competências transversais dos estudantes e a promoção de uma cultura de participação e cultura cívica na comunidade estudantil.

O júri de avaliação das candidaturas ao Programa de Apoio a Iniciativas de Acolhimento e Integração dos Novos Estudantes, é constituído por personalidades nacionais de excecional contributo e de um percurso profissional distinto, de enorme relevância na área do ensino superior, da música, artes e cultura:

a) Joana Carneiro, maestrina e diretora artística do Estágio Gulbenkian para Orquestra, na qualidade de presidente do júri;

b) Isabel Menezes, presidente da Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação e professora catedrática da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto;

c) Kodo Yamagishi, maestro assistente no Teatro Nacional de São Carlos e docente no Departamento de Música na Universidade de Évora;

d) Paulo Vasques, programador cultural e vereador para Cultura e Turismo da Câmara Municipal de Vila do Conde;

e) Paulo Pires do Vale, comissário do Plano Nacional das Artes.

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior
Com fotografia da Oficina Shane.

LER MAIS
DESTAQUES