Universidade da Madeira na campanha AMARoMAR

No âmbito da Campanha AMARoMAR do Programa Eco-Escolas, a turma de Educação Ambiental da Licenciatura em Ciências da Educação (2.º ano) esteve na manhã do passado dia 9 de maio, na Praia Formosa (Funchal) para conhecer o tipo de lixo que afeta os ecossistemas marinhos e a zona costeira.

Foi selecionada uma extensão de 100 metros de território e recolhido todo o lixo que se conseguiu descortinar por entre as pedras do calhau e alguma vegetação na parte superior da praia. Após a recolha, os resíduos foram separados por diferentes categorias, contabilizando-se o número de itens e o peso total. A maior parte dos resíduos era constituído por pequenos fragmentos de materiais plásticos, evidenciando já o processo de formação dos temíveis microplásticos que afetam os ecossistemas marinhos e a cadeia alimentar.

No total, foram recolhidos 692 itens, e, em média, cada resíduo não pesava mais do que 3 gramas. Para além dos fragmentos de plástico, foram encontradas e recolhidas 145 beatas de cigarro, tendo-se constatado o contributo negativo dado pelos frequentadores das esplanadas instaladas na promenade. De entre os resíduos mais inusitados que foram encontrados, destacam-se alguns sacos de chá, um isqueiro e uma borracha escolar. Os participantes na iniciativa perceberam que mesmo quando, aparentemente, uma praia está limpa, como era o caso do local escolhido na Praia Formosa, não faltam pequenos resíduos que testemunham o contínuo abandono de lixo em terra e no mar.

A solução começa nas nossas mãos e depende da dimensão da nossa cultura ambiental.

Hélder Spínola
Coordenador do Programa Eco-Escolas
Escola Superior de Tecnologias e Gestão da Universidade da Madeira

OS NOSSOS PARCEIROS
A NOSSA EQUIPA